Conheça as escolas que serão visitada na Viagem Educacional para Argentina, Chile e Brasil

O SINEPE/RS está promovendo uma viagem educacional para que gestores de instituições de ensino privadas conheçam a realidade de escolas de ponta da América Latina. Chile e Argentina, países com sistemas educacionais de referência, cujas escolas estão melhores colocadas em índices de avaliação internacional como o PISA (Programa Internacional de Avaliação de Estudantes), são alvo da missão, que também passará por um colégio referência no ENEM, em São Paulo. Assista o vídeo sobre a viagem.
A viagem é voltada para mantenedoras, diretores e lideranças estratégicas das instituições de ensino de Educação Básica. As inscrições estão abertas e seguem até o dia 20 de maio (vagas limitadas)! Informações e reservas pelo e-mail  estrelatur@estrelatur.com.br ou telefone 51 3593.5316.
Confira detalhes sobre o investimento e outras informações

De acordo com a consultora do SINEPE/RS e coordenadora da viagem, Angela Schmidt, é um convite a novas possibilidades e novas práticas de ensino. “Os gestores terão vontade de inovar e trazer para suas instituições ideias aplicáveis, que vão fazê-las crescer. Abre-se um leque de oportunidades e um desejo grande de implantar melhorias nas escolas.”

No Chile, referência de avaliação na América do Sul, as escolas visitadas estão entre as 60 melhores do país (de 1612 instituições), e na Argentina o destaque é o diferencial pedagógico, segundo a professora. Ela explica os principais pontos a observar em cada uma das instituições pelas quais passará a missão:

CHILE
– Instituto Nacional General José Miguel Carrera, Santiago, Chile: primeira escola do Chile no sistema de avaliação pública, está no ranking de ponta do país; tem mais de 100 anos de existência e é exclusivamente masculina.

– Agencia de Calidad de La Educación, Santiago, Chile: agência que avalia todas as escolas do país, públicas e privadas; o objetivo é expor quais os critérios e requisitos para a excelência de uma instituição de ensino.
– Colégio Los Andes, Chile: instituição surgiu da iniciativa de um grupo de pais que queria uma formação diferenciada; é exclusiva para meninas;  tem um trabalho diferenciado de envolvimento com as famílias e no desenvolvimento e formação continuada dos professores.
– Colégio Alemán de Valparaíso, Valparaíso, Chile: colégio alemão com estrutura diferenciada da Educação Infantil ao Ensino Médio, que dá ênfase às habilidades de expressão, como música e canto; prega a disciplina e formação integral do indivíduo.
– International School Nido de Aguilas, Santiago, Chile: escola para filhos de embaixadores, cujo diferencial é a preparação dos alunos para atuação no mundo, para lideranças no mundo; é bilíngue (espanhol e inglês), com a opção de uma terceira língua; têm um trabalho de intercâmbio tanto para alunos como para professores; nível de exigência e qualificação dos professores é rigorosa.
ARGENTINA
– Centro Hebreo Ioná, Buenos Aires, Argentina: instituição hebraica com diferencial pedagógico, de estrutura dos componentes curriculares e parte de idiomas muito forte; com opção de turno integral.
– Instituto Pio XII – Leonardo Murialdo, Buenos Aires, Argentina: instituição com destaque para os cursos profissionalizantes, formação técnica; sistema de preparação e avaliação; tem como diferencial o projeto social, desenvolvimento comunitário, de voluntariado e responsabilidade social.
SÃO PAULO
– Fundação L’Hermitage: objetivo é dar aos gestores o enfoque sobre a gestão – quais são os requisitos para ter uma gestão de excelência, quais são indicadores de desempenho que evidenciam o monitoramento da gestão – e apresentar um modelo de programa de avaliação da gestão.
– Colégio Vértice: destaque para a avaliação da instituição, entre o 1º e 2º lugar no ENEM nos últimos anos; escola mista com alto nível de exigência, com programa que trabalha muito a autonomia dos alunos, a qualificação dos professores e projetos integrados com monitores.
Angela destaca ainda a possibilidade de integração do grupo que fará a viagem e a troca que sempre ocorre entre os líderes. “É um benchmarking entre nós, na realidade brasileira. Nossas escolas também têm muitos diferenciais e algo a agregar  umas às outras”.
Para o presidente do SINEPE/RS, Bruno Eizerik, o objetivo da missão é “procurar as melhores iniciativas em termos de educação no Brasil e no Mercosul, com  resultados de avaliação melhores que o no nosso país, que possam servir de exemplo para as instituições do nosso Estado”.

 

Related Posts

Leave a Reply

%d blogueiros gostam disto: