Culpa em Cartório

Há vários anos assisto jogos do Internacional em campeonatos brasileiros.Com alegria ou tristeza,surpresa ou decepção.Com vontade de rir ou de chorar.Mas nunca fiquei tão amargurado diante de uma atuação do time do Inter como no domingo,quando enfrentou o Santa Cruz,  em Recife.Os jogadores colorados pareciam não ter a menor consciência de vestem uma camisa tão gloriosa.No momento em que contabilizavam cinco partidas sem vitória foram para o campo como se tivessem pela frente um treino de rotina.Nem mesmo a estréia do centroavante Ariel fez com que seus companheiros se empenhassem para lhe dar um pouco de alegria no dia de sua estréia.Nesse sentido,foi inútil a contratação e escalação do Ariel. Imaginávamos que sobrariam cruzamentos para o centroavante aproveitar a sua altura em cabeceadas perigosas.Não houve cruzamentos e muito menos cabeceadas. E no segundo tempo Ariel foi substituído por Valdívia,em outra tentativa do técnico de mudar a feição do pobre futebol colorado.Mas não se pode criticar o centroavante,porque nenhum jogador do Internacional justificou sua presença no Estádio do Arruda.Então só poderia acontecer outra derrota do Internacional.Mais uma,sem dó nem piedade, para um time como o Santa Cruz que deverá lutar muito para não ser rebaixado em dezembro.

Quando terminou o jogo todos nós,colorados,tentávamos explicar o que vem acontecendo com o futebol do Internacional.O time que ocupou a liderança do Brasileiro há poucos dias despencou como se não visse um precipício ao lado do seu caminho.E nas horas posteriores ao jogo,se ouviu de tudo,principalmente protestos irados dos torcedores.Foram muitas opiniões.Eu prefiro ficar com os fatos mais recentes,exibidos em campo.O time do Internacional carece de organização e alguns dos seus jogadores não demonstram a menor capacidade de indignação diante dos resultados negativos.E,assim,contribuíram para a demissão do técnico Argel Fuchs. Ou será que somente o técnico é culpado quando um time de futebol vai mal? Eu sei que a regra costumeira é a despedida do técnico quando não ocorrem resultados positivos no campo de jogo.Mas que não fique como síntese da apresentação lamentável de Recife,quando o time foi vencido por 1 a 0,que somente os erros do técnicos explicaram tudo. Alguns jogadores,que o torcedor identifica facilmente,e integrantes do departamento de futebol também são culpados.E o mínimo que podem fazer é dialogar com suas consciências na intimidade do travesseiro.Caso isso não aconteça,o futebol do Internacional não mudará para melhor.Quem tiver culpa em cartório na crise técnica do futebol colorado deve assumi-la corajosamente,sem medo de cobranças.

Related Posts

Leave a Reply

%d blogueiros gostam disto: