APONTAMENTOS DO JOGO E ELEIÇÕES | Por Carlos Josias

Facebook Twitter Google+ LinkedIn WhatsApp

Fui candidato pela Chapa 4 a uma vaga no CD do Grêmio. Nunca usei este espaço para falar sobre isto e menos ainda para falar sobre o pleito. Entendi que este não é o objetivo do Rede de Opinião, por isto preferi silenciar aqui – se não fosse candidato falaria. Fim das eleições registro que retorno à política do clube depois de 6 anos afastado e observando só de longe. Fui conselheiro durante longo período e dirigente durante outro período longo, do qual por sorte e equipe especial as passagens foram exitosas. Não retorno com cargo, o que não é minha aspiração porque penso já ter exercido quase todos ao tempo em que estive lá, e entendi cumprido meu ciclo nisto. O trabalho no CD é de outra natureza que não o do executivo. Quando parei estava bastante cansado e precisava deste tempo para mim, para minha família, para meu escritório e acredito que no CD posso fazer tudo isto com a mesma dedicação que sempre tive. Espero agregar. No restante o pleito, com incidentes a meu juízo pouco merecedores de registros, transcorreu normalmente, uma bela festa democrática mas que acho que, no pátio chega ao fim. Chega ao fim porque a baixa frequência face internet se esvaziou definitivamente, tinham mais candidatos e componentes de grupos do que votantes. Daqui a três anos quando houver a próxima renovação para o CD, alusiva aos que entraram em 2013, penso que raros serão os que chegarão ao pátio, o sistema eletrônico acabará com isto. De certa forma uma pena, porque ainda que se respeite o avanço tecnológico, e se empreste a importância que possui, o romantismo no futebol vira escasso, cada dia mais. O Grêmio saiu vitorioso da eleição, ainda que entenda tivesse fraco numericamente o colégio eleitoral. Gostaria que todas as chapas tivessem entrado – firmando rumo oposto do crime cometido em 2010 quando deu 100% – e lamento profundamente a ausência do Grêmio do Prata. Que em 2019 chegue a sua vez.

Parabéns a todos que conseguiram uma cadeira e que honrem a confiança do torcedor de forma digna.

No jogo o mais importante de tudo foi a vitória. Renato e Preis estão emprestando outra cara ao grupo que estava em rota de declínio evidente. Beleza o passe do Walace para o gol de Pedro Rocha. Arena recebeu público baixo, acho que Renato, o time e a comissão de vestiário técnica e diretiva mereceria mais, entretanto quem foi ajudou. Grohe fez uma grande defesa no inicio do jogo. Inegável que houve evolução e ainda que não tenha sido uma apresentação magnífica, melhoras sensíveis no time quer animicamente como tecnicamente e a sorte também voltou a sorrir, a Chape perdeu numa furada um gol incrível. Ter sorte é preciso. P Rocha o melhor em campo. Henrique Almeida objetivou com um futebol melhor fazer as pazes com o torcedor: precisará mais. E o time também, se quiser passar pelo Palmeiras.

Saudações Tricolores

banner-820x130-A

Posts Relacionados

Leave a Reply

%d blogueiros gostam disto: