Grêmio vence, quebra o jejum e ajuda o Inter

Facebook Twitter Google+ LinkedIn WhatsApp

O Grêmio venceu o Vitória, ontem, na Fonte Nova, em Salvador, pela 29º rodada do Brasileiro. Com gol de Jailson, o Tricolor quebrou o jejum longe de Porto Alegre e avançou na tabela com 43 pontos na competição, dois pontos de diferença do sexto colocado, o Atlético-PR.  O resultado ajudou o arquirrival, o Internacional, já que o Vitória ficou com 35 pontos, na 14ª posição e não conseguiu afastar de vez as ameaças de rebaixamento.

Veja também

VITÓRIA ESTRANHA | Por Carlos Josias
Dia de cumprir a meta e sonhar mais alto
A ilusão de mais cursos de Medicina | Por Paulo Argollo

 

O JOGO

Embalado por duas vitórias consecutivas e contando com a força de sua torcida, o Vitória sabia da importância de um bom resultado para se afastar de vez da zona de rebaixamento. Por isso, desde o início, o time da casa pressionou o Grêmio que entrou em campo com uma formação mais defensiva, apostando nos contra-ataques.

Com a defesa bem postada e sem dar espaços, o Grêmio se aproveitou do ímpeto ofensivo rubro-negro que desguarnecia a defesa e, aos 11 minutos, Walace roubou uma bola no meio de campo e lançou para Henrique Almeida nas costas da zaga baiana. O atacante ficou cara a cara com Fernando Miguel, mas chutou em cima do goleiro.

A rede rubro-negra chegou a ser balançada aos 18 minutos, quando Henrique Almeida tocou para Ramiro que empurrou para a rede, mas o lance já estava paralisado por impedimento do volante.

O susto serviu para acordar o time de Argel Fucks. Aos 21 minutos, Marinho avançou pela direita e cruzou na área. Kieza chegou tocando de cabeça, mas Marcelo Grohe defendeu a bola que ainda tocou na trave.

O Vitória continuava com maior posse de bola e presença de ataque, mas os contragolpes tricolores eram perigosos. Aos 36, o tricolor perdeu outra chance de abrir o placar. Edílson chegou pela direita e cruzou rasteiro, a bola tocou na zaga e sobrou para Pedro Rocha que furou em bola de frente pro goleiro. Em seguida, Henrique Almeida tentou finalizar mas também não conseguiu.

O Grêmio ainda pressionou nos minutos finais da primeira etapa. Aos 44, Henrique Almeida fez bela jogada individual na direita e tocou rasteiro para o gol livre, mas Kanu chegou para afastar. Três minutos depois, Douglas lançou Pedro Rocha que bateu em cima da marcação.

No intervalo, Marcelo Grohe voltou a sentir as dores na sola do pé e teve de ser substituído por Bruno Grassi.

O Vitória voltou mais intenso nas primeiras movimentações da etapa final, principalmente por meio de cruzamentos na área. Mas foi o Tricolor Gaúcho quem balançou a rede aos sete minutos. Douglas cobrou falta na área e Jailson desviou para o gol, colocando o Grêmio na frente do placar.

O Vitória sentiu o golpe e até tentou intensificar a pressão, mas o Grêmio continuava mais perigoso quando chegava ao ataque. Aos 27 minutos, Everton, que entrou no lugar de Henrique Almeida, fez bela jogada pela direita. A bola rebateu na defesa baiana e no rebote, Ramiro bateu de primeira para defesa de Fernando Miguel. Cinco minutos depois, Pedro Rocha deixou Everton livre de frente para o goleiro rubro-negro que fez grande defesa e salvou sua equipe de levar o segundo gol.

Aos 41 minutos, Pedro Rocha recebeu de Geromel, mas acabou batendo sem direção. Ao final, o Grêmio conseguiu segurar a vantagem e acabou conseguindo a tão perseguida vitória fora de casa.

O Grêmio voltam a campo na próxima quinta-feira (13), às 21h, quando recebe o Atlético-PR na Arena, em duelo direto por uma vaga no G6.

FICHA TÉCNICA
VITÓRIA 0 X 1 GRÊMIO

Local: Arena Fonte Nova, em Salvador (BA)
Data: 5 de outubro de 2016, quarta-feira
Horário: 19h30 (de Brasília)
Árbitro: Emerson de Almeida Ferreira (MG)
Assistentes: Luiz Antonio Barbosa (MG) e Marconi Helbert Viana (MG)
Cartões Amarelos: Kanu, Willian Farias, Vander (Vitória); Iago, Kannemann, Pedro Rocha (Grêmio)

GOL:
GRÊMIO: Jailson, aos sete minutos do segundo tempo

VITÓRIA: Fernando Miguel; Diogo Mateus, Kanu, Ramon e Diego Renan; Willian Farias (Euller), Marcelo e Tiago Real (Serginho); Marinho (Vander), Kieza e Zé Eduardo
Técnico: Argel Fucks

GRÊMIO: Marcelo Grohe (Bruno Grassi); Edilson, Geromel, Kannemann e Iago; Walace, Jaílson, Ramiro e Douglas; Pedro Rocha (Wallace Reis) e Henrique Almeida (Everton)
Técnico: Renato Gaúcho

Leave a Reply

%d blogueiros gostam disto: