PDT reúne hoje para sair do governo Sartori | Por Polibio Braga

Facebook Twitter Google+ LinkedIn WhatsApp

Nesta segunda-feira, o PDT decidirá se continua ou deixa a base aliada do governador Sartori. O Partido tem sete deputados estaduais e é essencial para que o governo consiga aprovar Propostas de Emenda Constitucional (PECs), que precisam de 33 votos para passar na Assembleia Legislativa, como é o caso da retirada de obrigatoriedade de plebiscito para privatizações.

O PDT tem candidato próprio ao Piratini.

Enio Bacci, deputado do PDT, disse ao editor que a bancada não irá para a oposição, mas para uma posição de total independência.

Vaiada, Dilma revela confusão mental no MIT&Harvard Brazil Conference

Dilma participou neste sábado da “MIT&Harvard Brazil Conference”. Ela foi vaiada. Sobre Moro, que também falou, a petista nada quis declarar. Ela armou várias situações constrangedoras, inclusive exigindo mais tempo (“Sou uma presidente impichada e preciso de mais tempo”, disse a petista).

Eis como o jornalista Reinaldo Azevedo falou sobre a palestra da petista cassada:

(Dilma) juntou a seu raciocínio habitualmente confuso um comportamento, como direi?, pouco ortodoxo. Sim, ela lascou uma frase de efeito, dessas que vão pra palanque: “Não tenho medo nem culpa”. Criticou a Lava Jato. Insistiu que o impeachment é golpe. Demonizou a direita — que, segundo ela, não pode “hegemonizar” o centro. Sei. Certamente ninguém entendeu por que, então, esquerda poderia… Bem, se Dilma fizesse sentido, vamos convir, Dilma não seria. Ela só se explica, assim, pelo encontro do solecismo com o solipsismo — vale dizer: do discurso sintaticamente esgarçado com uma apreensão muito particular, única!!!, do mundo.

No momento mais encantador de sua fala, afirmou esta pérola:

“Me preocupa muito que mudem as regras do jogo democrático. Me preocupa que prendam o Lula. Me preocupa que tirem o Lula da parada (…). Infelizmente, para as oposições, ele tem nas pesquisas 38%, com tudo o que fizeram com ele (…). Deixa ele concorrer para ver se ele não ganha.”

Quem quiser ouvir de novo, poderá ir dia 8 ao Salão de Atos da Ufrgs, onde Dilma fará a aula inaugural, tudo sob o patrocínio do reitor Riu Opperman.

CLIQUE AQUI paraver e ouvir a fala de Dilma.

Posts Relacionados

Leave a Reply

%d blogueiros gostam disto: