O árbitro, O jogo, Luan e a Copa | Por Marcos Vargas

Facebook Twitter Google+ LinkedIn WhatsApp

Ok, verdade seja dita, o jogo não passou pela arbitragem.

 

Mas isto não elimina a sensação ruim que fica sempre que Heber é escalado para apitar um jogo nosso – e de todas as outras torcidas também, este sentimento é meio universal entre torcedores. E não é por que eu ache que ele seja venal contra o Grêmio, mas por que ele é ruim e incompetente, simples assim. Se pegarmos os 10 maiores erros de arbitragem em brasileirão, Heber protagoniza 4. É um contra senso da CBF e Comissão de Arbitragem cobrar dos clubes valorização do principal campeonato do país e num jogo desta importância entre líder e vice líder, escalar o Heber como árbitro, sendo que ele nem vinha apitando jogos da série A.

 

Sobre o jogo, discordo de algumas opiniões de que foi um jogo ruim. Vi um jogo pegado, com os dois times marcando muito e de muita obediência tática. Ambas equipes pecaram no penúltimo passe, mas o Grêmio criou mais e apesar de menor posse de bola, foi mais contundente. Kannemann e Geromel soberanos, o meio funcionou melhor, Jailson fez uma partida correta e Edilson cresceu em relação a ele mesmo. Poderíamos ter mudado mais cedo, novamente a entrada do Cebolinha e do Beto da Silva melhorou o time. Aliás, o Cebolinha está pedindo passagem e é pra mim a reposição natural do PR32 neste momento, puxando o Fernandinho pro banco e avançando Ramiro pra direita.

 

O mais importante foi poder ver indícios de retorno, ainda que de forma incipiente, daquele Grêmio mais organizado e propondo o jogo mesmo fora de casa. O retorno do Luan foi a grande notícia da noite e essencial para esta retomada. Mesmo estando visivelmente desembocado e sem ritmo de jogo, Luan faz a diferença: Pela sua movimentação em campo quebrando a marcação, atraindo marcadores e abrindo espaços para seus companheiros, pela sua capacidade de armação e por que a presença do Luan ajeita as peças novamente em campo. As peças voltam a seus lugares e a engrenagem começa a encaixar. Facilita a retomada da mecânica e fluidez de jogo e deveremos ver crescimento coletivo e individual num momento crucial para nós gremistas, quando nos aproximamos do principal jogo do ano até aqui. Luan traz de volta a confiança pros torcedores e próprio time num momento que nos preparamos para enfrentar o Barcelona pela Libertadores. E queremos a Copa!!!

 

Saudações tricolores

 

Leave a Reply

%d blogueiros gostam disto: