O barulho do pum | Por Fernando Albrecht

O barulho do pum | Por Fernando Albrecht

Facebook Twitter Google+ LinkedIn WhatsApp

Bastou o título de uma matéria de Zero Hora para despertar meu instinto assassino: por que alguns puns fazem barulho e outros não? Ó cruel dúvida da humanidade, que coisa mais transcendental.

Vejamos a razão. O automóvel foi uma invenção calcada no corpo humano. O.motor é o coração. Rodas  são os pés e mãos. Os pneus são os calçados. Dentro de alguns bilhões de anos, os automóveis andarão eretos como nós. O combustível e o óleo são água e comida. Às vezes, literalmente.

Como todo corpo humano, os automóveis também têm de ter um cabo de descarga, que, dependo da potência do motor, podem gerar barulhos maiores ou imperceptíveis. Na parte final, o cabo de descarga é reto. Como nós temos o nosso.

Há outros motivos, mas estes bastam. Dito isso vou encerrar a questão antes que a turma do BBB seja pautada ou, pior, caia no exame do Enem.

Posts Relacionados

Leave a Reply

%d blogueiros gostam disto: