Mudar Porto Alegre é necessário | Por Paulo Kruse

Mudar Porto Alegre é necessário | Por Paulo Kruse

Facebook Twitter Google+ LinkedIn WhatsApp

Paulo Kruse, presidente do Sindilojas Porto Alegre

 

É inevitável que Porto Alegre, o Rio Grande do Sul e o Brasil precisam que iniciativas de fomento ao empreendedorismo e abertura de novos negócios sejam efetivadas, gerando uma cadeia beneficiada, com aumento de renda, criação de novos postos de trabalho e de um maior potencial de consumo. Diversos problemas foram criados ao longo de anos, e hoje é necessário corrigi-los, como parte de um processo de reestruturação do município, para que a retomada de crescimento seja viável.

 

Os últimos anos apresentaram alguns fatores que preocupam os lojistas de Porto Alegre. Observamos uma retração da economia, que reduziu o poder de compra da população. A sensação de insegurança, por sua vez, faz com que as pessoas frequentem menos o comércio de rua – um dos principais pilares do varejo – e com que menos turistas nos visitem, o que desfavorece todo o ambiente econômico da cidade. Outro motivo é o crescimento do comércio informal, que por vezes coloca produtos de baixa qualidade e sem procedência na rua, como itens falsificados ou até mesmo contrabandeados, refletindo no aumento da criminalidade na capital dos gaúchos.

 

Por outro lado, temos uma expectativa de que a cidade reaja com a união de toda a população por um mesmo bem comum. Precisamos reunir investimentos para gerar mais empregos e saúde financeira a Porto Alegre. Dentro desta cadeia, com um comércio cada vez mais pujante, todo o setor econômico e social será beneficiado: não somente o poder de compra do portoalegrense crescerá, mas teremos mais empregabilidade, mais investimentos e resultados mais positivos.

 

Não existe uma fórmula pronta para resolver todos os problemas que existem em um município, mas dois adjetivos são necessários para quem deseja geri-lo: vontade e coragem. Como população, precisamos entender as mudanças que estão sendo realizadas, pois elas são necessárias à cidade. Muitas dessas mudanças não vão ser do agrado de todos e talvez prejudiquem algum setor específico da Capital. Alguns erros ocorrerão no meio do caminho, mas somente com apoio e união enxergaremos soluções de longo prazo, que terão contribuição fundamental para a retomada do crescimento de Porto Alegre.

Facebook Twitter Google+ LinkedIn WhatsApp

Paulo Kruse é presidente do Sindilojas Porto Alegre, representando aproximadamente 18 mil empresas na capital e em Alvorada. Desde 1990 está à frente da fábrica de confecções e rede de lojas Patchwork, marca que se tornou conhecida pelas roupas de qualidade e hoje possui lojas instaladas em alguns dos principais shopping centers do Rio Grande do Sul. É formado em Administração de Empresas e também atua como vice-presidente da Fecomércio-RS.

Posts Relacionados

Leave a Reply

%d blogueiros gostam disto: