Protesto como rotina | Por Fernando Albrecht

Protesto como rotina | Por Fernando Albrecht

Facebook Twitter Google+ LinkedIn WhatsApp

Já parte do calendário dos porto-alegrenses e algumas grandes cidades gaúchas, o Dia da Liberdade de Impostos, comemorado dia 25, teve a rotina de sempre, com postos de combustíveis vendendo gasolina a R$ 2,50. Para dizer a verdade, sempre achei esquisito gente esperando em longas filas para pagar apenas R$ 2,50 pelo litro. Muita perda de tempo para pouco retorno financeiro. Está é faltando criatividade nas formas de protestar com a injusta carga tributária. Ninguém vai lá para protestar, vai é para encher o tanque.

 

Duas caras

Engraçado. Todo mundo, inclusive a mídia, diz que não tem preconceito com a turma LGTB, mas quando assume ser gay como Lulu Santos anunciando seu novo namorado, ou um político que fez programa com travesti, fazem um escândalo dos diabos. Coerência, onde estás? O pior é que mesmo gente do ramo se alvoroça toda.

Momento gastronômico

Como quase todo mundo, eu gosto muito de massas. Na Capital gaúcha, sempre cito o Atelier das Massas, na Rua Riachuelo, Centro. Virou lugar cult. Gelson Radaelli, que além de ser o dono, também é ótimo artista plástico, sabe das coisas. Mas estamos falando de restaurantes, casas de massa, e eu quero falar em fast food, então abro o jogo: gosto muito do Spoletto, rede nacional que tem lojas em shoppings – conheço a do Iguatemi

O segredo é um ovo de Colombo. Você escolhe o tipo da massa e coloca molhos e temperos que quiser, até oito deles, se não me engano. Na terceira ou quarta vez, acertei minha fórmula, tanto de cebolinha, tantinho de tomate, tantão de pimenta etc.

Ao escrever essa nota evidentemente que eu tinha em mente que a fórmula dessa massa boa é o consumidor quem faz. No caso, eu.

Facebook Twitter Google+ LinkedIn WhatsApp

Fernando Albrecht é jornalista e atua como editor da página 3 do Jornal do Comércio. Foi comentarista do Jornal Gente, da Rádio Band, editor da página 3 da Zero Hora, repórter policial, editor de economia, editor de Nacional, pauteiro, produtor do primeiro programa de agropecuária da televisão brasileira, o Campo e Lavoura, e do pioneiro no Sul de programa sobre o mercado acionário, o Pregão, na TV Gaúcha, além de incursões na área executiva e publicitário.

Posts Relacionados

Leave a Reply

%d blogueiros gostam disto: