FOCO NA LIBERTADORES | Por Marcos Vargas

FOCO NA LIBERTADORES | Por Marcos Vargas

Facebook Twitter Google+ LinkedIn WhatsApp

O Brasileirão ficou distante, mas estará em boas mãos com o Felipão. Foi um jogo para assistir sem muitas expectativas. Com 6 desfalques, contra o líder do campeonato, fora de casa, contra um dos melhores grupos do Brasil e com um técnico vencedor, a derrota soa natural num enfrentamento entre grandes. Nos tira da corrida pelo título e nos reposiciona com foco total na Libertadores.

Ganhássemos e o campeonato pegaria fogo, mas deu a lógica. Palmeiras dispara na frente e se consolida como o principal candidato ao título do brasileirão pelo grupo que tem e pelo futebol que está jogando. O Grêmio, em que pese as negativas constantes, deixou sempre claro a sua escala de prioridades desde cedo, mesmo com o brasileirão estando ao nosso alcance. O foco agora é quase exclusivamente a Libertadores. Digo quase porque precisamos atenção e nos manter dentro do G4, por garantia.

Sobre o jogo e o que podemos extrair para a libertadores é que preocupa termos levado outro gol antes dos 10 minutos. Esta desatenção inicial nas partidas pode cobrar caro a fatura na LA daqui para frente. O time, mesmo que esfacelado, dá sinais que talvez seja chegada hora de considerar uma mudança tática: o 4-2-3-1 era afiançado pela movimentação constante do Arthur. Sem alguém com suas características e consolidado no time, nosso rendimento melhora no 4-3-3, reforçando o meio com mais um homem de marcação e que empreste intensidade que nos falta com Cicero-Maicon juntos. E a frente com Luan flutuando por todo ataque, Everton (Pepê, na sua ausência) na esquerda e Alisson na direita tem tido melhor rendimento, ultrapassagens, conclusões e gols. Hora de rever, os jogos anteriores e recentes dão sinais importantes. Ontem não chutamos a gol mesmo com maior posse de bola. A fascite plantar do Luan, que volta a lhe afligir, preocupa, mas acredito que estará em campo contra o River. Hora do nosso departamento médico abrir os trabalhos e deixar todos (que possam) em condições para a partida do dia 23.

Está na hora de ganharmos um Brasileirão. Ideal começar a colocar na cabeça de todos, desde o massagista até o roupeiro, que queremos um Brasileirão. Pode ser em 2019.

 

Saudações tricolores

Posts Relacionados

Leave a Reply

%d blogueiros gostam disto: