Novidade em gastronomia na capital dos gaúchos com o Baro

Novidade em gastronomia na capital dos gaúchos com o Baro

Facebook Twitter Google+ LinkedIn WhatsApp

Restaurante de parrillano bairro BelaVista aposta na fusão entre alta gastronomia e cordialidade

Carnes selecionadas, ambiente sofisticadoe acolhedor, chopes especiais, preço justo e atendimento impecável. Esses são alguns dos elementos utilizados na concepção do Baro – um restaurante especializado em parrilla que pretende estabelecer um novo conceito em experiência gastronômicana capital gaúcha. Localizado no bairro Bela Vista, o espaço abrirá as portas para o público em geral no dia 3 de setembro.

O empreendimento é a realização de um sonho da agora empresária Ana Carolina Reschke. Criada nos campos da família em Carazinho, a advogada de 38 anos é assadora desde a adolescência. “Sempre me esforcei para ser uma boa anfitriã e receber meus amigos e familiares com o que tenho de melhor. Uma boa carne, um bom vinho, mas também atenção e carinho”, diz ela. “Essa é a essência do BaroO”.

O cardápio foi todo concebido pela proprietária, com contribuições de Sandro Indart, que comandará a cozinha da casa. Uruguaio de Montevidéu, apaixonado por assado, o chef de 47 anos trabalhou mais de uma década em restaurantes de hotéis em Madri. “Foi um período que definiu muito do meu estilo de cozinhar”, conta ele. “Especialmente os molhos, guarnições e saladas trarão essas minhas influências, da culinária espanhola, italiana e mediterrânea”, diz.

Serão servidascarnes nobres – especialmente Angus e Hareford – em cortes variados, dostradicionais entrecot, picanha, prime rib e assado de tira a exclusividadescomo o Baro Steak,um cortedo dianteirocriado pela própria Ana. As carnesserãofornecidas pelo Frigorífico Coqueiro, de São Lourenço do Sul, reconhecido desde1989 pelo excelente trabalho na produção de novilhos e na engorda de gado, epela Casa de Carnes Ferrari.

Uma das premissas é oferecer qualidade e sofisticação em todos os aspectos, sem que para isso sejam cobrados valores exorbitantes. Os vinhos da casa, por exemplo, selecionados a dedo pelo pessoal do Armazém dos Importados, terão uma uma margem bem abaixo do que é praticado em muitos restaurantes. “Para mim, essa é uma questão de respeito”, esclarece Ana.

Por falar em bebida, na entrada um balcão com 15 chopeiras “naja” de torres congeladas, com um sistema integrado de resfriamento e pressão que garante a cerveja sempre na temperatura ideal e servida com rapidez. Perfeito para o happy hour com os amigos. Além de chopes tradicionais, a casa trabalhará também com rótulos especiais.

A curadoria de cervejas e harmonização está a cargo do sommelier (e blueseiro) Solon Fishbone. A ideia é servi-las com “pinchos”, opções de petiscos no melhor estilo espanhol. A carta de vinhos e o treinamento de toda a equipe de atendimento está sob responsabilidade do pessoal do Armazém dos Importados.

“Baro”, do franco, significa “barão”; “homem livre” no conceito original, e busca sintetizar a atmosfera que Ana Carolina quer criar em seu restaurante, a de um lugar sofisticado, mas alegre, democrático, onde todos, sem distinção, se sintam em casa. O nome é também uma homenagem à rua onde o estabelecimento está localizado (Barão de Ubá nº 9) e ao título de distinção dado às figuras eminentes de outrora.

O espaço – onde funcionava oNobel Café – está sendo totalmente reformado e terá 120 lugares, um deck, maisum mezanino para reuniões particulares e confraternizações. Quem assina oprojeto arquitetônico é Gabriela Ordahy, uma das curadoras da Casa Cor RS, coma participação do light designer Eduardo Becker.

A modelagem de todo o projeto estratégico do novo empreendimento está a cargo da consultoria MAR CREATIVE PARTNERS, assim como o projeto de comunicação e identidade visual.

bo Novidade em gastronomia na capital dos gaúchos com o Baro

Empresária Ana Carolina Reschke está à frente do empreendimento, crédito Sérgio Ordobás

Posts Relacionados

Leave a Reply

%d blogueiros gostam disto: