Exposição Antes do Azul, de Romy Pocztaruk, está em cartaz no Instituto Ling até março

Exposição Antes do Azul, de Romy Pocztaruk, está em cartaz no Instituto Ling até março

Facebook Twitter Google+ LinkedIn WhatsApp

A mostra é composta por um curta-metragem estrelado pela cantora e atriz Valéria, com texto de Daniel Galera, além de fotos em alta dimensão e cartazes. O filme está sendo exibido em looping na galeria do centro cultural e pode ser visto gratuitamente durante todo o período de visitação

A exposição Antes do Azul, de Romy Pocztaruk, segue em cartaz no Instituto Ling, em Porto Alegreaté o dia 21 de março. A mostra tem proposição curatorial de Gabriela Motta e pode ser conferida com entrada franca de segunda a sexta-feira, das 10h30 às 22h; e sábados, das 10h30 às 20h.

A exposição é composta pelo filme Antes do Azul, criado especialmente para fazer parte desta mostra, e também por duas fotos em grandes dimensões e dois cartazes. Com duração de 13 minutos, o curta-metragem tem sido exibido em looping na galeria do centro cultural para que o público possa assistir à novidade durante todo o período de visitação. A obra propõe a imaginação de um futuro para além dos avanços tecnológicos e tem direção de Romy Pocztaruk, texto de Daniel Galera e é estrelado pela cantora e atriz Valéria, além de contar com Larissa Ely na direção de produção, Lívia Pasqual na direção de fotografia; trilha original, desenho de som e montagem de Caio Amon; ilustração de Matheus Heinz e montagem de Leonardo Michelon.

Para exibir o curta, o espaço da galeria do Instituto Ling foi transformado em uma sala de cinema. O ambiente conta com uma ampla cortina de veludo azul, meia parede com uma pintura especial em cinza chumbo e cadeiras longarinas de madeira, típicas dos cinemas mais tradicionais.

“Durante pouco mais de dez minutos, seremos submetidos a uma sequência de cenas sutilmente narrativas e radicalmente sensoriais, um jorro de imagens-pensamento sobre a existência e a violência, sobre a passagem do tempo, sobre tecnologias de morte, sobre a potência de corpos animais e minerais, sobre a arte como possível rastro a ser deixado pela humanidade quando ela mesma não sobreviver à sua onipotência”, explica a crítica de arte Gabriela Motta em sua proposição curatorial.

Sobre a artista

Em diversos suportes, Romy Pocztaruk (1983, Porto Alegre, Brasil) lida com simulações, refletindo sobre a posição a partir da qual a artista interage com diferentes lugares e com as relações entre os múltiplos campos e disciplinas da arte. Diversas vezes premiado, o trabalho da artista está presente em coleções como as da Pinacoteca do Estado de São Paulo e do Museu de Arte do Rio. Ela participou da 31ª Bienal de São Paulo com a série A Última Aventura, em que investiga vestígios materiais e simbólicos remanescentes da construção da rodovia Transamazônica, um projeto faraônico, utópico e ufanista relegado ao abandono e ao esquecimento. Suas principais exposições individuais foram Geologia Euclidiana, Centro de Fotografia de Montevideo (Uruguai, 2016), e Feira de Ciências, Centro Cultural São Paulo (2015). Entre as principais exposições coletivas, estão Convite à viagem: Rumos Itaú Cultural, Itaú Cultural (São Paulo, 2012); Region 0. The Latino Video Art Festival of New York (Nova York, 2013); a 9ª Bienal do Mercosul (Porto Alegre, 2013); a 31ª Bienal de São Paulo (2014); BRICS, Oi Futuro (Rio de Janeiro, 2014); POROROCA, Museu de Arte do Rio de Janeiro (2014); Uma coleção Particular: Arte contemporânea no acervo da Pinacoteca, Pinacoteca do Estado de São Paulo (2015); Télon de Fondo, Backroom Caracas (Venezuela, 2015).

Sobre a propositora curatorial

Gabriela Kremer Motta (1975, Pelotas, Brasil) é curadora, crítica e pesquisadora em artes visuais, doutora em Teoria, Ensino e Aprendizagem da Arte pela USP (2015) e mestre em Artes Visuais pelo Instituto de Artes da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (2005). Atualmente, é bolsista PNPD junto ao PPG do Centro de Artes da UFPEL (2016 – 2020). Entre os projetos de reconhecidas instituições nas quais atuou estão o Prêmio Indústria Nacional Marcantonio Vilaça – CNI-SESI/2019 e 2014; Rumos Itaú Cultural 2017/2018; Prêmio IP Capital Partners de Arte – PIPA 2019, 2017 e 2015; Rumos Itaú Cultural – Artes Visuais, edição 2011/2013 e edição 2008/2010; além de projetos com as instituições MAC – USP, MAC Niterói e Fundação Iberê Camargo. De 2008 a 2010, fez parte do grupo de críticos do Centro Cultural São Paulo. Em 2010, foi contemplada com a Bolsa Funarte de Estímulo à Produção Crítica em Artes Visuais.

A exposição tem tem patrocínio da Crown Embalagens e financiamento do Ministério da Cidadania, Governo Federal.

SERVIÇO
Exposição Antes do Azul
Com exibição do filme Antes do Azul em looping durante todo o período de visitação
Artista: Romy Pocztaruk
Proposição curatorial: Gabriela Motta
Período de visitação: até 21 de março de 2020
Local: Galeria do Instituto Ling (Rua João Caetano, 440 – Três Figueiras – Porto Alegre/RS)
Horário: de segunda a sexta-feira, das 10h30 às 22h e sábados, das 10h30 às 20h
Entrada franca

Posts Relacionados

Leave a Reply

%d blogueiros gostam disto: