Motivação especial

Até a última rodada do Gauchão de 2.016, os 14 times disputantes do titulo regional farão o possível para não decepcionar seus torcedores. Mas, como vem ocorrendo há vários anos, certamente os dirigentes dos clubes do interior do Estado não alimentam a ilusão de que possam afastar o Internacional e o Grêmio da previsível final. Essa final previsível resulta da superioridade que os representantes da capital mantem ano após ano em relação as equipes do interior. Com raras exceções surpreendentes, quando um ou outro representante do futebol do interior disputa a final do Gauchão e fica com a taça de campeão, Internacional e Grêmio sempre iniciam o campeonato como seus grandes protagonistas. Clubes poderosos em razão dos seus recursos financeiros, que lhes possibilita ótimas contratações, disputam o campeonato com a certeza de que vencerão, com brilho, ou sem brilho, a maioria dos jogos. Enquanto isso, dirigentes dos clubes do interior gaúcho, mesmo de cidades populosas,enfrentam muitas dificuldades para honrar seus compromissos. E devem imaginar o que poderiam fazer com seus times se dispusessem da metade dos recursos existentes nos caixas do Internacional e do Grêmio. Mas apesar da nítida separação das fronteiras existentes entre os dois grandes da capital e dos clubes do interior nosso campeonato deve ser preservado. Talvez com uma fórmula diferente da atual, como existiu no passado, quando a decisão do campeonato ocorria num confronto do campeão do interior com o time vencedor do citadino porto-alegrense.

Aparentemente, a história do Gauchão de 2016 não apresentará nenhuma surpresa. O confronto final será mesmo entre Internacional e Grêmio. Mas tenho a impressão de que o troféu do Gauchão ficará nas mãos dos jogadores do Internacional, que estão querendo protagonizar mais uma façanha na história do clube: a conquista de outro titulo de hexa-campeão. Esta motivação poderá fazer a diferença se o técnico Argel Fuchs energizar a vontade dos seus comandados com orientações corretas, preservando o bom ambiente do vestiário entre as estrelas do grupo e os meninos em busca de afirmação. Um time dotado de competência para ganhar o titulo do Gauchão tem o direito de festejar ruidosamente. E quem não chega lá deve ser inteligente para compreender que na aldeia existe outro time melhor preparado para subir ao pódio.

Related Posts

Leave a Reply

%d blogueiros gostam disto: