Minha experiência no governo Itamar (I)

Se Dilma for afastada logo ali em maio, Temer deverá assumir com um grupo ministerial que indicará a todos, desde o mercado até o comprador de bens nos supermercados, a que vem. Mesmo assim, o processo de impeachment ainda estará andando, pois o Senado Federal terá 180 dias para dar o veridicto final sobre a saída da Presidente, no caso então em definitivo. Aos que estão acompanhando um processo como este pela primeira, pode parecer coisa de louco: como Temer vai governar antes do definitivo ato de posse, pós impeachment terminado como processo constitucional, que o levaria como Presidente até 2018? Em que condições tomará decisões sobre todo tipo de política, da macro à micro? A estes digo: já aconteceu, e não faz muito.

Quando Collor foi afastado, dada a admissibilidade de julgar o impeachment, Itamar assumiu, e eram os idos de outubro de 1992. Chamou todos os partidos que estavam assumindo a defesa do impeachment e, é claro, o PT não quis participar, nem naquele momento, nem em janeiro de 1993, data da posse definitiva. Hoje se vê porque: eles sempre tiveram um projeto de poder, e não um projeto para o país, e quando o conquistaram em 2002 iniciou-se esse processo perverso de desmanche da economia, fragilização da sociedade, e corrupção da política, como mostra o Petrolão.

Mas o que importa, neste espaço, é relembrar que nem tudo foi Plano Real no começo, pois este somente começou em maio de 1993, com a posse do Fernando Henrique como quarto ministro da Fazenda de Itamar, empossado com carta branca para finalmente apresentar um plano contra a inflação – na verdade, contra a hiperinflação. Então de outubro a maio, muita coisa aconteceu quer no campo da economia, quer no campo social, ou no campo político. Itamar honrou os três campos da realidade da época. No campo político, honrou a recente Constituição e chamou a todos para fazerem os Estatutos nela apontados, e o fez chamando a todos os atores, de partidos a sindicatos, de governos a cidadãos. Como quem atravesssa a ponte enquanto a constrói, conseguiu o feito de agregar em consensos todas as principais questões daqueles tempos tão instáveis. Firmou portanto a Constituição encaminhando leis e políticas nela chamadas.

Ao mesmo tempo, no campo social, fez muito mas o mais brilhante feito foi a criação em janeiro de 1993 da Comissão de Combate à Fome, à Miséria e ao Desemprego, evoluindo para o que passou a ser conhecida como a Campanha do Betinho. Iniciativa de Itamar, deu-me a incumbência de coordenar como Ministra a Comissão. Que experiência! Já no campo da economia, bem, este é assunto para uma próxima coluna. Não apenas eu, mas muitos têm a experiência do governo Itamar para dizer que há condições sim de Temer consertar o estrago feito pelo governo do PT.

Related Posts

Leave a Reply

%d blogueiros gostam disto: