ACONTECEU NUM JOGO DE CACHORROS GRANDES | Por Carlos Josias

Facebook Twitter Google+ LinkedIn WhatsApp

Um dia tinha que acontecer. Nem bruxo escapa. Grêmio e Corinthians, face a luta pela liderança, era o jogo mais esperado do Brasileiro até aqui – imagino a situação delicada de quem odeia os dois.

Arena lotada, casa cheia e armada para uma grande vitória que abasteceria de gordura o saldo do campeonato para concentração nas outras duas competições, que parecem agradar mais a Renato e à comissão técnica – corro o risco do erro, mas é o que parece. Começamos bem, envolvente, trocando passes em sequência, parecia que se encaminhava para uma outra grande vitória. Mas, e em quase tudo o “mas” está presente, uma falha defensiva culminou com uma bobeada de Grohe e o placar abriu para o adversário.

Falha de Grohe eu já sei, chove de reclamos por todos os cantos das redes, estou acostumado – a grande defesa que no mesmo jogo ele fez ninguém lembra ninguém fala e quem de vocês poderia dizer qual e quando foi? Ninguém. Goleiro é como trabalho de dona de casa, só aparece quando não é feito. Para mim ele tem crédito. Mas falhou. E, antes dele, a defesa inteira deixou o cara escancaradamente livre para chutar. Ah, mas isto não tem importância. Ali, na falha defensiva, escapou a vitória.

O empate escapou numa teimosia. Quando Luan foi bater o pênalti dei um soco na cadeira e disse à minha mulher: Luan deveria ser proibido de bater pênalti, isto é para o Barrios. Dois erros num só. O batedor e a batida. Luan é o melhor jogador do time e o melhor batedor de faltas. O melhor jogador do time e ou o melhor batedor de faltas necessariamente não é o melhor batedor de pênalti. Sei, Barrios estava manco, porém sem uma perna bate melhor do que Luan. Barrios pediu para bater. Não levou. Vi Luan bater 6 pênaltis e errar 3. Vi Barrios converter todos os que foi escalado para bater. É matador. Bate bem. Um dia vai errar, claro, mas é o cara para isto. Luan tem crédito, sim. Mas não para bater pênaltis. Ronaldinho, o Canalha, era 50 vezes mais jogador do que Luan e batia faltas 50 vezes melhor do que Luan. Para bater pênalti batia como o caráter dele. Mas era jogo de cachorros grandes e neste o Corinthians latiu mais alto. Mereceu.

Na foto de Ducker a torcida: esta não falha nunca.

Saudações Tricolores!

 

banner-820x130-A

Posts Relacionados

Leave a Reply

%d blogueiros gostam disto: