Dourado, Renato e Chacoalhada | Por Carlos Josias

Dourado, Renato e Chacoalhada | Por Carlos Josias

Fernandinho resumiu o intervalo no vestiário afirmando que Renato deu uma chacoalhada com elegância.

Pensei, ao estilo Hélio Dourado que nos deixou esta semana com um imenso vazio. Ele chacoalhava como ninguém. Dourado foi o maior Presidente da história do Grêmio, Comandante que com carrinhos de mão com cimento trazidos pela torcida deu cobertura final para um monumento chamado Olímpico ao mesmo tempo que venceu regionais e alcançou o Brasileiro encaminhando o clube para uma grandeza superior, entregando-o pronto para que Koff buscasse as conquistas da LA e do Mundo inscrevendo Porto Alegre, cidade que o tricolor carrega com orgulho no seu nome, e o RS, no mapa múndi do futebol.

Foi um divisor de águas, frase que usei em uma das tantas homenagens que ele foi alvo, numa noite no Restaurante Copacabana – destino, a fundação foi noutro tradicional local de Porto Alegre, o Restaurante Dna. Maria – e que o próprio Presidente Fábio pediu licença – desnecessária – para saudar o velho Patrono e revelar que ele, Dourado, lhe serviu de espelho. Em 1977 eu estava na invasão do Olimpico para comemorar o Gauchão daquele ano com o famoso gol de pé trocado por André Catimba. Naquele dia H Dourado foi carregado no colo pela torcida. Um amigo que trabalhava na ZH me entregou na ocasião uma foto dele levado pelos torcedores. Muitos anos depois me preparava para assistir uma partida e me deparei, ao rever antigos arquivos, a foto recebida. Coloquei num envelope e na tribuna do CD me dirigi ao grande Presidente e lhe entreguei dizendo: está em mãos erradas, este registro lhe pertence. Ganhei dele o maior presente: um largo sorriso e um fraterno e inesquecível abraço.

O Grêmio jogou para o gasto e segundo o próprio Renato merecia ter perdido no primeiro tempo. Voltou do intervalo outro. No final Fernandinho justificou a mudança na frase destacada. Renato deu uma chacoalhada com elegância. Renato mudou o espírito e o time. Meteu Léo Moura e Lincoln e os dois deram um jeito de achar o gol da vitória pelo pé de Michel. Estrelas nascem para brilhar. Dourado Preside, agora, outros Gremistas num lugar também todo azul. Saudações Tricolores!

Related Posts

Leave a Reply

%d blogueiros gostam disto: