TIME MORDIDO, CHURRASCO FELIZ | Por Ricardo Soletti

TIME MORDIDO, CHURRASCO FELIZ | Por Ricardo Soletti

Jogamos. Ganhamos. Convencemos. Completamos nosso terceiro jogo seguido jogando bem e ganhando bem. Dessa vez fora, lá no histórico e caidaço Brinco de Ouro da Princesa.

Guto Ferreira apostou num time com apenas 1 armador e deixou o Camilo Coalhada no banco pro Sasha ser o titular. Dá pra dizer que ele ganhou a aposta, certo?

D’Alessandro foi, mais uma vez, a tia do SOE do time, criando, comandando e dando o exemplo de vontade e entrega para todos os companheiros.
A zaga completa seu terceiro jogo sem ser vazada e Winck mostrou sua veia pro apoio ao iniciar e finalizar o segundo gol do Inter.

Dourado, num time organizado e mais tranquilo, joga de terno naquele meio campo, Pottker é o esforçado e sempre perigoso atacante e Damião, mesmo com os gols perdidos hoje, me serve. Porque tá ligado, porque tá com vontade, porque faz uma parede pra quem vem de trás e porque tá dando um calor na saída do adversário, já quebrando a bola dos caras lá na frente.
Acho que, depois de três jogos, já dá pra dizer que temos um desenho de time, uma organização e efetividade consistente.

Não sei o que fizeram lá dentro depois daquele fiasco com o Vila Nova. Mas, seja lá o que tenha sido, funcionou.
O time tá jogando mordido, tá ligado, tá com vontade. Finalmente, esta atitude de indignação da torcida, desceu as arquibancadas e chegou lá no vestiário.
ALELUIA!!!!

Enfim, um domingo para saborearmos um sagrado churrasquinho falando apenas de amenidades. Na santa paz de Deus.
Podem tirar o Rivotril do armário do banheiro.

Na boa e na ruim, Colorado até o fim.

Foto: Sport Club Internacional

Related Posts

Leave a Reply

%d blogueiros gostam disto: