FIASCO PRO BEM | Por Ricardo Soletti

Facebook Twitter Google+ LinkedIn WhatsApp

Não sou daqueles que costuma ver o copo meio cheio.

Principalmente quando se trata de uma segunda divisão e de um histórico de sofrimento e irritação com este time ordinário que já dura mais de um ano. Mesmo que o time não seja o mesmo. Hoje, mais uma vez, nos superamos no fiasco. Lotar o estádio pra ver este time ridículo não jogar absolutamente nada foi mais um dos tapas na cara que o Inter vem nos dando há um bom tempo. Tô puto com este time, com esta direção e com este técnico incompetente. Mas vou tentar ser um cara positivo e olhar o que podemos tirar de bom dessa patacoada.

 

Guto não serve

Primeiro lugar: ME PERDOA, GUERRINHA! Na boa, gurizada. Guto não dá pra quem vai disputar série A ano que vem. Lento demais pra ler o jogo, lento demais pra mudar e decisões equivocadas e um baita dum Professor Pardal. Um exemplo? Alguém consegue explicar a escalação do Roberson hoje? Por que não Nico? Carlos? A mãe do Badanha? Já notou outra coisa? TODA vez que o Inter tem uma ou duas semanas pra treinar, o time retrocede. Não tem jogada, não tem estratégia. Não tem nada. Galera, não vamos esperar o fim do Gaúchão ou as três primeiras rodadas do Brasileiro pra fazer aquilo que parece óbvio. Tchau, Guto. Acabou a paciência.

 

Melo não serve

Roberto Melo foi outro que acabou sendo aliviado depois da série de bons resultados. Mas é fraco, equivocado, amador e ingênuo. Um exemplo? Há umas cinco ou seis rodadas, ele garantiu o Guto pra 2018, sob alegação de que “ficaria até estranho trocar de técnico depois do objetivo alcançado”. Olha, estranho mesmo é a gente continuar com este dirigente ano que vem.

 

Grupo fraco

Olha, galera: não dá pra gente se iludir. Temos que mexer nuns 50% desse grupo se quisermos ter um 2018 menos laxativo. Não se iludam neste papinho do Danilo Fernandes de que estaríamos na parte de cima da série A com este time. Turminha, este grupo é mais fraco que o do São Paulo. Só pegando o time de hoje: Alemão, Danilo Silva, Cuesta, Uendel e Roberson não podem nem passar perto da titularidade de qualquer time sério. Aí tu soma Carlos, Carlinhos, Gutiérrez, Ernando, Wick e outras sonoras ruindades e, com certeza, vai me dar razão.

 

Último recado

Este não tem a ver com 2018, mas com o que aconteceu hoje. Respeito, admiro e gosto muito do D‘Alessandro. Mas querer xingar a torcida depois do fiasco de hoje, é só mais um fiasco lamentável nessa tarde cagada. Na boa, tu lota um estádio nessa segundona maldita, empurra o time, tem que ver este time cagalhão jogar o nada que jogou hoje, perder pro Ceará e ainda ter que ficar quieto? Menos, D‘Alessandro. Bem menos.

 

 

Desculpa ser o cara que avisa que o Papai Noel não existe. Mas um dia, você teria que saber. E antes agora do que no meio do ano que vem.

 

Na boa e na ruim, Colorado até o fim!

Leave a Reply

%d blogueiros gostam disto: