Gostei do que vi | Por Ricardo Soletti

Facebook Twitter Google+ LinkedIn WhatsApp

Tirando que era o primeiro jogo, o time com as penas pesadas, a musculatura ainda dura e uma bela de uma noite abafada, eu gostei do que vi.

Mesmo no primeiro tempo sofrível, eu vi jogada ensaiada e uma zaga que deixou o balão em 2017.

Eu vi empenho e vontade de acertar.

No segundo tempo eu vi mais: um treinador que mexeu na postura do time e no jeito de jogar sem trocar uma peça, um time com toque rápido de bola e com várias chances de gol.

Claro que eu também vi aqueles mesmos problemas de bola aérea que aterrorizaram a torcida em 2017.

Também vi um Camilo sofrível, jogando fora da sua posição.

Óbvio que foi o primeiro jogo e que muita coisa ainda precisa andar: esquema, reforços que ainda não jogaram e um padrão de jogo.

Este, aliás, foi um dos pontos que me deixou mais esperançoso: ver o time com uma cara de time.

Pra completar a quinta feliz, além da vitória na estreia, tivemos a grande notícia do desligamento do Anderson e um show da gurizada na Copinha, metendo 4 a 0 nos badalados “moleques da Vila”.

Que venham os próximos jogos. Que sejam melhores do que o de ontem. E que nos façam esquecer aos poucos o lixo que foi o ano passado.

 

Na boa ou na ruim, Colorado até o fim!

Posts Relacionados

Leave a Reply

%d blogueiros gostam disto: