E mais um placar de 5 na Arena | Por Marcos Vargas

E mais um placar de 5 na Arena | Por Marcos Vargas

Facebook Twitter Google+ LinkedIn WhatsApp

“O que mais nos alegra é ver o torcedor feliz”, Renato, após o jogo onde metemos um sonoro 5×1 no Santos. E como estamos felizes, Renatão. O gremista está em êxtase, em total conexão com este time que ganha e encanta a todos.

Este Grêmio do Renato vai marcar época. Já está fazendo história. Assim como Renato nos tempos de jogador, decidiu fazer diferente, fazer do seu jeito, fugir do lugar comum em que se tornou o futebol Brasileiro. Este time se nega a jogar pelo resultado puro e simples, se nega a simplificar e viver de chuveirinho na área, joga com a bola no chão. Este time tem demonstrado um apetite enorme pelo gol (faz um, quer o segundo, meteu dois, vai atrás do terceiro…) e pelo bom futebol. O resultado vem como consequência e não objetivo. Esta sutileza de diferença conceitual é que faz o Grêmio entrar em campo dono de si e com uma maturidade que não se abala onde quer que jogue, consciente da sua qualidade técnica e tática. Mesmo quando leva gol, não abandona seu estilo. E que estilo. Impossível a gente não se empolgar vendo este Grêmio em campo, os movimentos sincronizados, a paciência, encurtamento e ocupação inteligente de espaços são realmente fora do comum. Falamos muito do Grêmio com a bola, mas sem ela todos entendem a importância do bote, da recomposição e de tomá-la de volta.

IMG_20180507_003355_419-300x300 E mais um placar de 5 na Arena | Por Marcos Vargas

Impressionante a disposição e inteligência tática do grupo. Com a bola no pé, o Grêmio faz o que faz de melhor, toca, roda, distribui e vai enervando o adversário. E todo mundo aparece na frente, reparem que nas duas últimas goleadas de 5×0 contra Cerro e Santos, tivemos uma diversidade de autores dos gols que mostra quão difícil é parar este Grêmio: contra o Cerro Everton (2 vezes), Ramiro, Jael e Cícero. Contra o Santos Maicon (2 vezes), Everton (de novo, que ano do Cebolinha!!!), André e Arthur. É um rodízio que tonteia o adversário.

A empolgação da torcida com o time é natural, reflexo das exibições que estamos assistindo, o Grêmio faz parecer fácil as vitórias sobre adversários de respeito. Mas não pode entrar no vestiário, a humildade é essencial para não virarmos o fio e nota-se o excelente trabalho do Renato neste sentido mantendo os dois pés do grupo bem postados no chão. Não tem como dizer onde este Grêmio vai parar, o futebol tem uma lógica ilógica. De fato, fica o deslumbramento com um futebol diferente de tudo que vemos atualmente no país. Que o torcedor compareça na Arena e presencie este time atuando. E que este momento dure pra sempre.

Saudações tricolores

Posts Relacionados

Leave a Reply

%d blogueiros gostam disto: