Produção de Fruticultura no Brasil | Por Dilmar Isidoro

Produção de Fruticultura no Brasil | Por Dilmar Isidoro

Facebook Twitter Google+ LinkedIn WhatsApp

A diversidade de solo fértil no Brasil continental aliado ao terroir excelente (lê-se terroar, termo de origem francesa que se refere às características geográficas, geológicas e de clima que interagem com a genética das plantas para exaltar o sabor e aroma dos produtos agrícolas), proporciona o cultivo massificado de diversos tipos de commodities agrícolas, fato que faz do Brasil ser produtor gigante para atender a demanda doméstica e o vasto mercado externo.

 

Apesar dos vários problemas estruturais que o País tem, muito em função de políticas de governo desarticuladas, a produção de commodities vegetais mantém o País como referência mundial, quando o assunto é produção agrícola.

 

Mesmo com diversificado e complexo parque industrial consolidado nas últimas décadas, o Brasil mantém o rótulo de ser robusto na produção agrícola sendo o 3º produtor mundial de frutas, depois da China e Índia.

 

Segundo o Anuário Brasileiro de Fruticultura 2017 a produção frutífera superou R$ 26,5 bilhões em 2015. Graças ao desempenho regular do agronegócio, o Produto Interno Bruto (lado da demanda) não apresentou índices piores.

 

A produção de frutas têm espaços em todos os lugares no Brasil. Alguns Estados se destacam pelo volume ofertado anual. São Paulo continua sendo o maior produtor nacional. Os fruticultores paulistas lideram o ranking da produção, segundo dados da Produção Agrícola Municipal (PAM) e do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) que mensuram a produção das espécies mais demandadas. As frutas mais colhidas por lá são: laranja, banana, limão, tangerina e melancia.

 

A Bahia se destaca por ser o 2º maior produtor nacional, em especial, de banana, laranja e limão. Minhas Gerais é o 3º maior produtor com destaque para a laranja, banana e abacaxi. O 4º maior produtor de frutas é do Rio Grande do Sul com ofertas de uva, maçã, melancia e laranja. O Paraná é o 5º maior produtor de laranja, banana e tangerina. Juntos, estes cinco Estados produziram 28 milhões de toneladas de frutas de um total de 40 milhões, isso representa 70% da produção total.

 

É importante destacar que os Estados que mais produzem frutas no País não são, necessariamente, os que mais exportam. Prova disso é que em 2016, o Estado do Ceará foi o que mais exportou, em valores nominais, frutas frescas, frutas secas e frutas elaboradas, além de nozes e castanhas. As exportações somaram mais de US$ 207 milhões para 162 mil toneladas. O 2º melhor resultado foi do Estado do Rio Grande do Norte que exportou mais de US$ 142 milhões, atinentes a 188 mil toneladas de frutas.

 

Isso mostra o tamanho do produto potencial agrícola que o Brasil tem. Boas notícias, são sempre muito bem-vindas.

Leave a Reply

%d blogueiros gostam disto: