Tarde de D‘Alessandro, tarde feliz | Por Ricardo Soletti

Tarde de D‘Alessandro, tarde feliz | Por Ricardo Soletti

Facebook Twitter Google+ LinkedIn WhatsApp

E depois de uma semana de chuvas, tempestades e decisões equivocadas, a torcida colorada merecia uma tarde assim: com sol, gols, autoridade e mais três pontos na sacola.

Pottker, dessa vez jogando acordado, também entrou no ritmo da tarde de sol para marcar duas buchas iluminadas de pé esquerdo e ser o melhor jogador colorado em campo.

Nico López vestiu a camisa branca, a gravatinha borboleta e foi o garçom da tarde tranquila, servindo Pottker e Damião para dois gols colorados e enterrando de vez a polêmica sobre sua titularidade ou não no time.

Odair deixou sua fantasia de Professor Pardal no armário e resolveu escalar o time como vinha atuando e vencendo na maioria das rodadas: lateral direito no lugar de lateral direito, volante sendo volante, Edenilson no lugar dele, Patrick no lugar dele e 3 atacantes ao invés dos 27 da última quinta.

Pro meu gosto, só faltou um armador. Mas reconheço que, no jogo de ontem, o armador não fez tanta falta assim.

Até porque o maior deles já tinha feito sua festa e recebido o carinho merecido da torcida colorada:Andrés Nicolás D‘Alessandro.

Dez anos de Beira Rio, dez anos vestindo a camisa colorada com orgulho, com liderança e com vitórias.

Capitão, líder, craque, o dono do time. Nestes dez anos, D‘Alessandro fez milhões de fãs e alguns inimigos que simplesmente não suportam seu sucesso.

Mas ele segue conosco. Para alegria de quem gosta de futebol e desespero dos invejosos. Obrigado por tudo, Dale.

Bom saber que sempre estaremos contigo. E eles, NUNCA TERÃO!

Na boa e na ruim, Colorado até o fim!

 

Foto: Ricardo Duarte

Posts Relacionados

Leave a Reply

%d blogueiros gostam disto: