Cinco artistas indicados pela Gravura Galeria de Arte participam de exposição internacional virtual em Los Angeles

Cinco artistas indicados pela Gravura Galeria de Arte participam de exposição internacional virtual em Los Angeles

Facebook Twitter Google+ LinkedIn WhatsApp

Cada artista inscrito na exposição apresentará uma obra com a temática “Mãe Terra contra o racismo e a violência”, com medidas e técnicas livres

 

A exposição virtual coletiva “Madre Tierra”, contra o racismo e a violência, que será realizada na Galeria de Arte Menduina Schneider em Los Angeles, Califórnia, a partir do dia 9 de julho, contará com cinco artistas brasileiros, indicados por Regina Galbinski Teitelbaum, representando a Gravura Galeria de Arte. São eles: Benjamin Rothstein, Graça Craidy, Kika Herrmann, Silvia Brum e Susan Mendes. Além deles, mais de 39 artistas da Argentina, Chile, Colômbia, Espanha, Estados Unidos, Holanda, Itália, México, PuebloQom, Paraguai, Peru, Reino Unido, Uruguai e Venezuela também participarão do evento.

 

Cada artista inscrito na exposição apresentará uma obra com a temática “Mãe Terra contra o racismo e a violência”, com medidas e técnicas livres. A iniciativa é do Proyecto Cultural Maestros de la Plastica do México e é o resultado da visão artística de um grupo de pessoas de diferentes geografias nestes tempos de turbulência social. A exposição acontecerá de forma virtual devido à pandemia causada pelo Covid-19. No dia da inauguração, 9 de julho, às 11h no horário da Califórnia, será exibido um vídeo inaugural com todas as obras participantes. Até o final de julho, serão realizadas lives através do Instagram com os artistas participantes, seguidas de sessões de perguntas e respostas.

 

Os trabalhos serão exibidos através das Redes Sociais e site da Galeria de Arte MenduinaSchneider, através dos seguintes links:

• Facebook: https://www.facebook.com/msartgalleryLosAngeles

• Instagram: https://www.instagram.com/menduinaschneiderartgallery/

• Twitter: https://twitter.com/MsartgalleryLa

• Site oficial: www.msartgallery.com

• YouTube: https://www.youtube.com/channel/UCUH_7a80_uRFpf8FuCOYRDQ

A exposição está agendada até o dia 31 de julho.

 

Criador

Naty Medina

Gerente Cultural e Artista

Diretor do Projeto Cultural Maestros da Plástica – México https://www.facebook.com/Proyecto-Cultural-Maestros-De-La-Plástica

 

Gerentes Culturais Participantes

• Alejandra Malvicino – Brasil https://www.instagram.com/malvicinoalejandra/
• Rob Soler Watson – Reino Unido https://www.instagram.com/robsolerwatson/
• Prisma Internacional, Manuel Humberto MamaniLamas – Chile https://www.facebook.com/Prismainternacional/
• Museu de Arte Contemporânea MUAC – UAGro- México https://museodeartecontemporaneo.negocio.site/

 

Sobre Benjamin Rothstein:

 

Nasceu no Rio de Janeiro em 1953. É arquiteto e artista. Produz arte e frequenta a Escola de Artes Visuais (EAV), no Parque Lage, Jardim Botânico, onde participa de diferentes cursos. Alguns trabalhos desses lidam também, em se reportar a uma linha de deslocamento temporal que está em processos continuados com a procura da colocação de um tempo diferente no mesmo espaço que vivemos, tanto na natureza e em áreas urbanas convergindo assim na atualidade e na história. Já participou de mostras individuais e coletivas no Rio de janeiro e São Paulo. Vive e trabalha no Rio de Janeiro, RJ.

 

Sobre Graça Craidy:

 

Graça Craidy é artista visual (1951, Ijuí – RS). Graduada e mestre em Comunicação Social (PUCRS), com extensão em Administração para o Terceiro Setor, na Fundação Getulio Vargas, SP. Trabalhou em publicidade, na área de criação, em Porto Alegre e São Paulo/ Brasil. Foi professora de Processo Criativo na Faculdade de Publicidade da ESPM. Estudou desenho e pintura no Atelier Livre de Porto Alegre e em vários workshops, no Brasil, nos EUA e na Italia, em Florença e Roma. Possui obras no acervo do Museu de Arte Contemporânea do RS/ Brasil. Já realizou mais de 20 mostras individuais, inclusive na Itália,  e mais de 40 mostras coletivas, inclusive no WhatsApp México. É apaixonada por retratos e fortemente dedicada à denúncia de violência contra a mulher.

 

Sobre Kika Herrmann:

 

Nasceu em Porto Alegre, RS em 1964. Publicitária pela PUC/RS, com cursos e trabalhos em programação visual e design gráfico. A artista tem formação em desenho clássico, entre outros, e desenvolve trabalhos em carvão, aquarela, pastel e bico de pena. Passeia pelas diversas técnicas e escolas, se identificando cada vez mais com o Expressionismo alemão. Expõe em algumas coletivas em Porto Alegre, São Paulo, Búzios (RJ) e desde 2014, também tem realizado exposições individuais.

 

Sobre Silvia Brum:

 

Nasceu em Porto Alegre, RS em 1967. Graduada em Arquitetura e Urbanismo pelas Faculdades Integradas Ritter dos Reis (Porto Alegre, 1991). Entre 1996 e 1997 cursou pintura com Vera Wildner, no Atelier Livre da Prefeitura de Porto Alegre. Em 2005 residiu em Paris, França, onde estudou fotografia de forma autodidata. Exposições coletivas mais relevantes em Porto Alegre: Usina do Gasômetro (1996), Galeria Agência de Arte (1997) e Casa de Cultura Mario Quintana (1998). Exposições individuais: Centro de Integração do Mercosul (Pelotas, RS, 2003) e Gravura Galeria de Arte (Porto Alegre, RS, 2018). Em 2019 passou a integrar o acervo do MARGS – Museu de Arte do Rio Grande do Sul, com a obra MIMETISMO/ Infoxication. Consta como verbete no Dicionário de Artes Plásticas no Rio Grande do Sul. Renato Rosa & Decio Presser (1997). Publicações internacionais: diversas ilustrações para a revista digital Psychologie.cz (Praga, 2018). Está presente na edição nº28 da The Guide Artists Magazine ( 2019).

 

Sobre Susan Mendes:

 

Nascida em Caxias do Sul/RS e moradora de Porto Alegre. Matemática por formação, viu na arte uma forte maneira de expressão. Desenvolveu uma pesquisa própria de tintas, métodos e estilos. Pinta e esculpa há mais de quarenta anos. Aprimorou seu desenho e criatividade no Atelier Livre da Prefeitura nos anos noventa. Foi aluna de Cho Dorneles, aprendendo técnicas de escultura em papel machè, gesso e cordas. Desde 2012, frequenta o Atelier Lou Borghetti, onde descobriu uma identidade artística. Hoje se dedica exclusivamente à arte, retratando suas descobertas pessoais e amadurecendo a cada trabalho.

Posts Relacionados

Leave a Reply

%d blogueiros gostam disto: