Polo Films: Sustentabilidade feita no coletivo

Polo Films: Sustentabilidade feita no coletivo

Facebook Twitter Google+ LinkedIn WhatsApp

Fábrica de Montenegro, Sulprint e a catarinense Nugali participam juntas da 22ª edição do Prêmio ABRE da Embalagem Brasileira e vale o voto popular também

O ovo de Páscoa Joaninha, da Nugali Chocolates, cuja embalagem foi concebida pela Polo Films e fabricada pela Sulprint, está concorrendo na categoria Estratégica – Sustentabilidade da 22ª edição do Prêmio ABRE da Embalagem Brasileira. Com o objetivo principal de eleger as embalagens que se destacam como ícones de excelência no mercado nacional, a Associação Brasileira de Embalagens (ABRE) criou a distinção nas categorias mercado; design gráfico, estrutural e tecnologia; e estratégico. E todos os inscritos concorrerão automaticamente ao Voto Popular, cuja votação acontecerá via internet vai até 26 de agosto no site do concurso. Os vencedores, com classificações ouro, prata e bronze em cada categoria, serão conhecidos em cerimônia no dia 21 de setembro em São Paulo.

Desenvolvida com o b-flex, o BOPP eco-friendly produzido desde 2021 pela Polo Films, a embalagem sustentável já rendeu à Nugali o Prêmio Nacional de Inovação da Confederação Nacional da Indústria (CNI) e o certificado Lixo Zero. Pertinentemente embalando um ovo de Páscoa, símbolo do renascimento, o filme plástico b-flex promove desde sua chegada ao mercado uma nova vida para a indústria de embalagens plásticas. “Ele une funcionalidade, atratividade e apelo visual de venda à inovação tecnológica, que faz deste material uma alternativa sustentável às tradicionais embalagens metalizadas e difíceis de reciclar”, explica o CEO da Polo Films, Antonio Jou Inchausti. Cumprindo suas funções básicas de preservação de forma, textura e sabor, a embalagem da catarinense Nugali,  vai além, pois é biodegradável quando descartada adequadamente.

 

Os objetivos sustentáveis da Nugali, da Sulprint e da Polo Films convergiram para o Ovo de Páscoa KÄFER GLÜCK, ou Joaninha da Sorte, em tradução livre do alemão. Lendas medievais associavam as joaninhas à boa sorte e à felicidade porque elas comiam pulgões que infestavam as lavouras e traziam prejuízos aos agricultores. Além disso, esta espécie do ovo da Nugali – besouro de carapaça vermelha salpicada de bolinhas pretas –  é dócil e inofensiva, por isso o imaginário popular faz a conexão com bons presságios quando ela pousa em uma pessoa ou em um objeto. Assim, o chocolate sustentável encontrou o comprometimento da embalagem sustentável, construindo juntos uma proposta de valor para todas as dimensões das marcas.  É mais uma comprovação de que a natureza inspira por meio da embalagem e engaja a partir do design.

 

A tecnologia por trás de b-flex

O filme BOPP b-flex utilizado pela Sulprint, de Santa Cruz do Sul (RS), na confecção da embalagem do ovo de Páscoa Joaninha apresenta as mesmas características funcionais do filme tradicionalmente utilizado em embalagens deste tipo – em termos de segurança, processos de impressão, laminação e corte. O diferencial está no after life do produto, que apresenta 100% de biodegradação em ambientes anaeróbicos.

Tendo sua capacidade de biodegradação certificada internacionalmente pelos laboratórios independentes Eden Research (EUA) e Intertek (Índia), b-flex possui em sua composição um aditivo orgânico que promove a decomposição do BOPP em biomassa (húmus), biogás (metano) e água.

Leave a Reply

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: