Lava jato escolar

Facebook Twitter Google+ LinkedIn WhatsApp

O cenário da educação atualmente tem sido de união de forças, professores e alunos lutando juntos em prol de melhorias no padrão de qualidade do ensino.

Professores em busca de maior valorização do seu trabalho e alunos querendo um ensino de qualidade, merenda descente e ambientes estimulantes. E o que falar dos repasses de merenda escolar em casos de corrupção onde o desvio dos recursos da merenda chegam , são desviados e apenas se apresenta o famoso suco de anelina com bolacha Maria? É preciso reivindicar, mas também é imprescindível fiscalizar.

O processo eleitoral das escolas se apresenta como as grandes campanhas políticas onde se apontam os erros se fazem promessas e nada é fiscalizado. Alunos recebem propostas e precisam cuidar pra que elas sejam cumpridas pela gestão da escola , algumas reivindicações ficam no âmbito escolar e não da coordenadoria de ensino ou secretaria de educação.

O governo tem muito a garantir , mas a gestão das escolas deixam muito a desejar e mais uma vez a corda estoura do lado mais fraco , nos alunos e família. Todos juntos a favor das melhorias mas que cada um cumpra o que lhe é devido. Será que saberão cumprir honestamente suas promessas a comunidade escolar quando acabar com a desculpa de que não se faz por causa do governo? Não há merenda porque não há repasse de verbas , não se tem material de limpeza e de higiene pelo mesmo motivo, e quando se tinha verba e também não havia qualidade na merenda e higiene nos ambientes escolares? Não se tem como fazer milagre sem dinheiro, mas também não tem como cumprir qualidade quando o dinheiro vem e não é direcionado corretamente.

O sistema está todo contaminado , uma lava a jato nas escolas e secretaria de educação exporia tantos podres que não conseguiríamos definir onde começa e onde termina tanta falcatrua.

O importante são os estudantes continuarem tomando para si também a questão, valorizando o trabalho que está todo dia afetando sua educação, o valor do professor em sala de aula , o prejuízo da falta dele exigindo melhorias para a construção do seu conhecimento, e saber definir onde é que o transito para, seja no governo ou na própria escola. Onde está o equivoco?

Leave a Reply

%d blogueiros gostam disto: