Ativistas do PT aplaudiram de pé o grito de guerra de Benedita da Silva: "Vamos derramar sangue !" | Por Polibio Braga

Facebook Twitter Google+ LinkedIn WhatsApp

Em 1935, 1954 e 1964, os comunistas também buscaram implantar a ditadura pelas armas, mas nunca como em 2017 eles estiveram tão desmoralizados como agora, já que pela primeira vez perderam totalmente qualquer autoridade moral e ética, já que seus líderes estão na cadeia ou em vias de entrar nela, envolvidos em grossos casos de corrupção.

Tendo ao lado o senador Roberto Requião, o mais petista dos petistas do PMDB, a deputada federal Benedita da Silva (PT-RJ) defendeu que haja “derramamento de sangue” para que tenhamos “redenção” durante o evento “Estado de Direito ou Estado de Exceção”, promovido na última segunda (29) pelo PT no Senado e na Câmara, Fundação Perseu Abramo (fundação oficial do PT) eFrente Brasil de Juristas pela Democracia.

 

De acordo com a deputada: “Quem sabe faz a hora e faz a luta; e a minha (sic) bíblia está escrito que sem derramamento de sangue, não haverá redenção. Vou à luta, e vamos à luta, com qualquer que seja as nossas armas”. A declaração foi aplaudida de pé pelos apoiadores petistas presentes no evento.

CLIQUE AQUI para ver o vídeo e também o comentário de Joyce Hasselmann.

Posts Relacionados

Leave a Reply

%d blogueiros gostam disto: