Funcionários do STICC conseguem trabalho a desempregado e são destaque na imprensa | Por Sticc

Funcionários do STICC conseguem trabalho a desempregado e são destaque na imprensa | Por Sticc

Facebook Twitter Google+ LinkedIn WhatsApp

Cansado de enviar currículos e não receber resposta, o servente de obras Alex Barbosa Sanguine, 21 anos, recorreu a uma maneira inusitada de procurar emprego. O rapaz fez uma faixa em que se lê “Atenção! Procuro serviço de servente de obras” e posicionou-se no cruzamento da Avenida Ipiranga com a Rua Ramiro Barcelos na manhã do último 22. A cena chamou atenção do leitor Ivan Carlos Novello, que mandou a foto acima a GaúchaZH.

— Eu estava sem carteira assinada desde abril de 2017. Parado, sem conseguir nenhum bico, já fazia três meses. Fui no Sine, larguei currículo em várias empresas, mas ninguém me chamava. Aí a situação começou a apertar — relata Alex. — Resolvi levantar a placa porque divulga melhor.

O resultado não demorou a aparecer: funcionários do Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias da Construção Civil de Porto Alegre (STICC) o viram na sinaleira e decidiram ajudá-lo. Naquele mesmo dia, escreveram uma carta de indicação para Alex e o levaram até uma obra no bairro Rubem Berta, onde havia vagas para servente de obras. O rapaz saiu de lá com um emprego de carteira assinada na empresa Direcional Engenharia.

— Também demos R$ 20 para ele pagar a passagem para casa, ir fazer os exames no outro dia e voltar na empresa — conta Richard Cristian Penha Pacheco, diretor de base no Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias da Construção Civil de Porto Alegre. — Ele poderia estar fazendo mil coisas erradas, mas estava pedindo emprego para manter a família dele. Isso é maravilhoso.

Se tudo der certo com os exames admissionais, Alex começará no serviço em 5 de fevereiro. A expectativa dele é crescer na profissão.

— Tudo o que sempre procurei, trabalhando como servente, foi a oportunidade de me profissionalizar. Agora acho que vou ter essa oportunidade — comemora.

 

Fonte: https://gauchazh.clicrbs.com.br/porto-alegre/noticia/2018/02/procuro-servico-a-historia-do-servente-que-achou-trabalho-na-sinaleira-cjd3heu8s05vl01keoc1aljai.html

Posts Relacionados

Leave a Reply

%d blogueiros gostam disto: