Liderança Inteligente: adote ou de adeus aos seus verdadeiros talentos! | Por Jocelito Salvador

Liderança Inteligente: adote ou de adeus aos seus verdadeiros talentos! | Por Jocelito Salvador

Facebook Twitter Google+ LinkedIn WhatsApp

Este é um tempo favorável para a reflexão, pois a cada mudança de ano, de ciclo ou outra mudança relevante, isto fica mais evidente na grande maioria das pessoas.

Aliás, isto me lembra de uma célebre sentença do saudoso Mário Quintana, em sua obra Da Preguiça como Método de Trabalho.

“O bom das segundas-feiras, do primeiro de cada mês e do Primeiro do Ano é que nos dão a ilusão de que a vida se renova… Que seria de nós se a folhinha estivesse marcando hoje o dia 713.789 da Era Cristã?”

Ocorre que sim, de fato, a vida, nas suas dimensões pessoal, profissional, espiritual, só vai se renovar se nós dermos o primeiro passo.

Aliás, isto é próprio dos seres inteligentes. Felizmente nós humanos, ao menos a maioria de nós, somos estes seres inteligentes.

De uma forma muito simplista, podemos definir a inteligência como a capacidade de mover os seus conhecimentos para compreender e resolver novos problemas e conflitos e de se adaptar a novas situações.

Por isso mesmo, acredito muito no conceito de Liderança Inteligente.

Mas o que tem a ver Liderança Inteligente com os desafios do ano novo?

Vejamos o seguinte: já em 2016, o Fórum Econômico Mundial definiu algumas competências como sendo as críticas a serem desenvolvidas até 2020. Quer dizer que ainda dá tempo!

Ok, mas quais são estas competências críticas e qual a sua relação com a liderança?

  • Criatividade;
  • Pensamento crítico;
  • Gestão de pessoas;
  • Negociação;
  • Resolução de problemas complexos;
  • Coordenação;
  • Orientação para servir;
  • Julgar e tomar decisões;
  • Inteligência emocional;
  • Flexibilidade cognitiva.

Percebe-se que há uma relação direta destas competências com a missão de liderar. Muito embora, elas não tenham sido direcionadas somente para quem exerce a liderança.

Ocorre que para quem deseja exercer a liderança, de forma minimamente adequada no século XXI, precisa desenvolver estas competências.

Porém, o que tem de diferente no século XXI para que a liderança, ou a forma de ser exercida, precisa ser, necessariamente, revista?

Estamos vivenciando, em plenitude, os reflexos da Era do Conhecimento, com seus avanços nas tecnologias digitais, especialmente a tecnologia da informação e comunicação. Assim como na forma de gerenciar os verdadeiros talentos da equipe.

Contudo, o conceito de Era do Conhecimento e a chamada Sociedade do Conhecimento já vinha sendo destacado e prevista por Peter Drucker, um estudioso da Administração Estratégica, já na década de 1970.

Por que você deve, em 2019, pensar em desenvolver as competências críticas para esta nova Era?

Como você já percebeu, certamente, a velocidade das mudanças, a complexidade dos problemas a serem resolvidos e a visão global que precisamos ter é única na história da humanidade.

Assim, como ser inteligente, você tem a capacidade de escolher se deseja ser um(a) protagonista desta Era ou ser um(a) coadjuvante.

A decisão é sua!

Certamente, hoje, você não tem a desculpa de falta de acesso às informações. Atualmente, elas são abundantes. O segredo está em você transformar tais informações em conhecimento, que após deve ser aplicado para que se transforme em competência.

Por isso mesmo, na minha linha de atuação profissional, destacamos 05 dimensões para que se tenha, concretamente, uma Liderança Inteligente.

  1. Conhecer
  2. Aprender
  3. Inovar
  4. Praticar
  5. Ser

Cada uma destas dimensões é para que você, como Líder, possa avaliar e desenvolver de forma contínua, dentre outras, as competências críticas definidas pelo Fórum Econômico Mundial.

Vejamos dois exemplos de aplicação das competências às dimensões.

Na dimensão CONHECER é extremamente relevante que você possa compreender a forma como se criam novos conhecimentos na sua organização. Isso vai lhe ajudar muito a aumentar a CRIATIVIDADE da equipe e a sua forma de GESTÃO DE PESSOAS.

Já na dimensão SER, além de aumentar o seu autoconhecimento, você deve ampliar a competência de ORIENTAÇÃO PARA SERVIR.

Então, vamos rever a forma como lideramos?

Tenho certeza absoluta que você, como ser inteligente, tem a capacidade de aprender a aprender e por consequência evoluir continuamente.

Fique bem!!!

Posts Relacionados

Leave a Reply

%d blogueiros gostam disto: