Cresce o mercado de vinhos e espumantes brasileiros

Cresce o mercado de vinhos e espumantes brasileiros

Facebook Twitter Google+ LinkedIn WhatsApp

Pequenas e grandes vinícolas, varejistas e o público visitante encontraram boas oportunidades na Wine South America

A Wine South America vem sendo considerada uma das maiores feiras de vinhos da América Latina. A sua terceira edição, em Bento Gonçalves (RS), ocorreu entre os dias 25 e 27 de setembro de 2019. Agência Rede de Opinião foi conhecer de perto as atividades que aconteceram no evento*.

Para criar um clima de integração entre a produção vitivinícola e a mostra, fomos num primeiro momento conhecer a Casa Valduga. Durante a visitação foi apresentada a produção de vinhos e os espaços da vinícola gaúcha.

O enólogo da equipe, Lucas Simões, mostrou as novidades em produtos e rótulos. Entre os destaques, o Era Chardonnay Famiglia Valduga que não ganha adição de SO2 e que tem como detalhe, um lacre feito artesanalmente de cera. E o espumante Casa Valduga Sur Lie Nature. Bebida que permanece em constante evolução, com a presença de leveduras nas garrafas. “Está crescendo a produção de vinhos e espumantes e os consumidores vem buscando cada vez mais produtos diferentes e de qualidade”, avaliou Simões.

A Casa Valduga também oferece uma culinária italiana artesanal harmonizada com vinhos próprios. Atende diariamente das 12h às 15h30. O almoço é delicioso. Bela experiência poder experimentar diferentes tipos de massas e molhos, fora a entrada e carnes. Nossa dica é também provar a sobremesa, o sagu de vinho.

Da vinícola para a maior feira de vinhos da América Latina

Já na Wine South America são cores, sabores e aromas, trazendo os terroirs do mundo para Bento Gonçalves. Reunindo mais de 300 marcas expositoras do Brasil e 20 países representados. Um paraíso para quem aprecia esta bebida milenar. “A ideia é ampliar o consumo de vinhos no Brasil. Hoje consumimos apenas 1,5 litros per capta contra 40 litros de vinho consumidos em Portugal”, explica a empresária Jussara Konrad, gestora da feira.

A Wine South America também foi marcada pelas palestras abertas ao público visitante, trazendo conteúdo e informações pertinentes ao mercado e pelos cursos promovidos numa parceria com a Associação Brasileira de Sommelier – ABS RS.

A feira, além movimentar o turismo na região, estimulou parcerias e a consolidação de novos negócios, lançamentos e curiosidades do segmento. Como por exemplo rótulos termodinâmicos que ao serem mergulhados em água gelada aparecem em um novo formato, trazendo palavras e desenhos que não se vê quando o rótulo está em temperatura ambiente.

Dos vinhos brasileiros, chamou atenção do Rede de Opinião a produção do Vales da Uva Goethe. Região que está cada vez mais pujante em Santa Catarina. Os vinhos apresentam um belo diferencial e evolução, merecendo uma visita a quem ainda não conhece a região. Destaque igualmente aos espumantes produzidos na região de Pinto Bandeira, na Serra gaúcha, de excepcional qualidade e aroma.

Em 2019 mais de 6,6 mil pessoas circularam pelos estandes e participaram das ações promovidas nos três dias da Wine South America 2019. Os resultados superam expectativas.

Vinícolas nacionais e internacionais comemoram fechamento de negócios, grandes compradores marcaram presença e público supera edição anterior em 10% no volume e em 30% na representatividade de países.

O evento é realizado pela Milanez & Milaneze, empresa do Grupo Veronafiere – líder  na realização de exposições na Itália e segundo em volume de negócios da Europa.

vale-uva-goethe-1 Cresce o mercado de vinhos e espumantes brasileiros
ws-977x1024 Cresce o mercado de vinhos e espumantes brasileiros

**A jornalista Edith Auler, do Portal Rede de Opinião viajou a convite da Wine South America através da MCom Ação e Comunicação

Fotos crédito Lê Franco, exclusivo para Rede de Opinião.

Posts Relacionados

Leave a Reply

%d blogueiros gostam disto: