Liberdade e pluralidade marcaram o Baile do Copa 2020

Liberdade e pluralidade marcaram o Baile do Copa 2020

Facebook Twitter Google+ LinkedIn WhatsApp

Lucca Rossi no Baile Belmond Copacabana Place

 

Na edição 2020, o tradicional Baile de Carnaval do Belmond Copacabana Palace teve como tema Abra Suas Asas, que enalteceu a liberdade e remeteu a uma festa de música, dança e alegria. E que festa! Neste ano, a atriz Camila Queiroz ocupou o posto de rainha. Quem esteve por lá foi o vice-presidente da Associação dos Colunistas Sociais Lucca Rossi que vestiu um look fashionista do estilista Flávio Soares.

 

O Baile faz parte do calendário oficial do Carnaval carioca e é realizada no hotel, ininterruptamente, desde 1994. “Nada mais atual do que falar de diversidade, uma das principais bandeiras da atualidade. Ao escolher este tema, procuramos incentivar a integração, o respeito e a igualdade. Aqui, todos podem ser o que quiserem”, reflete a diretora-geral do hotel, Andréa Natal, para quem o Carnaval é uma das festas mais bonitas do mundo. “O Baile do Copa traduz muito bem a energia da data; é uma ocasião onde todos estão se divertindo, dançando, é uma data muito alegre!”, completa.

 

Sobre o Baile

 

Realizado tradicionalmente aos sábados de carnaval, o baile do Copa conta com presenças marcantes desde suas primeiras edições. O hotel, inaugurado em agosto de 1923, abriu suas portas para o primeiro baile de carnaval em fevereiro de 1924. Jayne Mansfield, em 1959, causou sensação quando a alça de seu vestido se soltou. Brigitte Bardot foi uma das atrações em 1964. Este baile comemorava o quarto centenário do Rio, com decoração de Júlio Senna em sete salões – representando as ruas do Rio Antigo.

Cento e oitenta músicos se revezaram sem interrupção nesta ocasião. No júri, além de BB, Porfírio Rubirosa e Elza Martinelli. Em 67, o júri foi presidido por Gina Lollobrigida. Mas o baile do Copa teve outras presenças memoráveis, entre as quais: Orson Welles, Ginger Rogers, Mary Pickford, Joan Fontaine, Rhonda Fleming, Walter Pidgeon, Lana Turner, Ann Miller, Zsa Zsa Gabor, Kim Novak, Romy Schneider, Kirk Douglas e Rita Hayworth, que chegou a desfilar pelo salão fantasiada de baiana. Em 1973, o baile do Copa deixou de ser realizado pelo hotel.

Sua reedição oficial aconteceu 20 anos depois, quando a nova direção percebeu a necessidade de recriar um luxuoso baile. Este teria que ser à altura das melhores tradições do carnaval do Rio e honrando a nobre história do próprio hotel.

 

*** Na imagem em destaque nesta matéria, o vice-presidente da Associação dos Colunistas Sociais Lucca Rossi

Posts Relacionados

Leave a Reply

%d blogueiros gostam disto: