AHMI lança Clube de apoio às mamães e bebês do Hospital Materno Infantil Presidente Vargas

AHMI lança Clube de apoio às mamães e bebês do Hospital Materno Infantil Presidente Vargas

Facebook Twitter Google+ LinkedIn WhatsApp

Objetivo da iniciativa é possibilitar o apoio no cuidado com os bebês e mamães que são atendidos no HMIPV, que oferece 100% de atendimentos para SUS, através de doações recorrentes 

A AHMI (Associação dos Amigos do Hospital Materno Infantil Presidente Vargas) está engajada em grandes projetos para tornar visível o trabalho realizado no Hospital. Além disso, têm contado com o apoio de pessoas físicas e empresas para tornar suas iniciativas conhecidas e mobilizar recursos para as ações.

Após criar projetos como o AHMI Bebê e a campanha para as reformas do CRAI (Centro de Referência em Atendimento Infanto Juvenil), “Menos dor, mais amor”, a Associação desenvolveu uma nova campanha, o Clube AHMI. O objetivo da iniciativa é possibilitar o apoio no cuidado com os bebês e mamães que são atendidos no HMIPV, que oferece 100% de atendimentos para SUS, através de doações recorrentes.

Os membros do Clube AHMI poderão auxiliar nessa acolhida com valores a partir de 30 reais mensais. Segundo o comitê da AHMI, com a pequena parcela por mês será possível manter os projetos em prol do HMIPV funcionando, para tornar centenas de mamães e bebês visíveis e incentivar a solidariedade.

Para fazer parte do Clube AHMI, os interessados deverão fazer a inscrição através do site ahmi.org.br/clube.

Sobre a AHMI

Fundada em 2006, é formada por pessoas que têm em comum o carinho pelo hospital e a atenção aos pacientes que o utilizam. A AHMI (Associação dos Amigos do Hospital Materno Infantil Presidente Vargas) busca ajudar na manutenção dos serviços de saúde prestados às crianças, adolescentes e mulheres do município de Porto Alegre, da região metropolitana e de muitas cidades do Rio Grande do Sul.

A AHMI foi criada para articular a captação de recursos, garantindo a promoção e prevenção da saúde em um atendimento com integralidade e equidade entre crianças, adolescentes e mulheres em um hospital 100% atendido pelo SUS.

O Hospital Materno Infantil Presidente Vargas (HMIPV) conta com atendimento de emergência para crianças e gestantes e atendimento ambulatorial (consultas) e internação em neonatologia, pediatria, ginecologia e obstetrícia e psiquiatria infantil , adolescentes e mulheres adultas. É referência para o atendimento para crianças e adolescentes vítimas de violência sexual, de 0 a 18 anos.

Sobre o AHMI Bebê

Em 2020, a AHMI deu início ao seu projeto social AHMI Bebê, beneficiando mães e bebês recém-nascidos. A ação foi desenvolvida para que as crianças nascidas no hospital, em situação de extrema vulnerabilidade, tenham a oportunidade de um começo de vida com equidade, pois sabemos que o desenvolvimento da criança está diretamente ligado às suas primeiras experiências. O AHMI Bebê é uma caixa maternidade que contém enxoval para o bebê, kit higiene para o bebê, kit higiene para a mamãe e acompanha uma cesta básica.

A caixa tem um colchão na base para se transformar no primeiro berço do bebê. Este modelo é inspirado no kit maternidade entregue pelo governo da Finlândia, criado em 1938, para combater as altas taxas de mortalidade nos primeiros meses de vida. Pesquisas relatam que a iniciativa ajudou o país a alcançar uma das mais baixas taxas de mortalidade infantil do mundo.

Sobre o CRAI

A AHMI está trabalhando nas reformas do CRAI (Centro de Referência de Atendimento Infanto Juvenil), serviço que atende crianças e adolescentes vítimas de violência sexual no HMIPV. Com a participação de parceiros, o projeto arquitetônico ganhou forma e foi compatibilizado para tornar os ambientes a serem modificados ainda mais acolhedores. A ação, que começou em abril, conta com recursos mobilizados através da campanha de Natal “Menos dor, mais Amor”, realizada no final do ano de 2020.

Um dos parceiros das obras do CRAI é o Grupo de Estudos de Neuroarquitetura de Porto Alegre, composto por 24 profissionais de arquitetura e designers de interiores voluntários, que se colocaram à disposição para reformular o projeto dando vida à iluminação, às cores e trazendo mais elementos da natureza para os ambientes de atendimento. Seis equipes foram formadas para trabalhar no uso de cores, sons e nas pesquisas.

Com isso, a administração, dois consultórios de psicologia, dois consultórios de assistência social, um consultório de pediatria, o DML e o posto da polícia ganharão nova apresentação. Centralizar os atendimentos em um único endereço e torná-los mais acolhedores é uma das metas iniciais do CRAI, que avaliou a situação da estrutura desgastada pelo tempo e decidiu que era hora de buscar auxílio para qualificar o serviço. Além disso, com as doações arrecadadas através da campanha de Natal, o serviço conseguirá fazer ainda a compra de materiais, móveis, equipamentos hospitalares para exames, brinquedos, casas de boneca, jogos lúdicos, livros e demais itens necessários listados pela equipe multidisciplinar.

Leave a Reply

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: