Basta de insegurança pública no RS | Por Polibio Braga

Facebook Twitter Google+ LinkedIn WhatsApp

A polícia sumiu das ruas do RS e jogou toda a população nos braços dos bandidos, porque as autoridades estaduais perderam o controle da gestão pública da área da segurança pública.

São falsas as premissas de que os policiais e brigadianos não estão nas ruas garantindo a vida e o patrimônio dos cidadãos porque recebem seus salários com atraso, porque faltam efetivos, porque há impunidade decorrente da legislação penal frouxa e da leniência de juízes, como também porque há falta de vagas nos presídios.

A prova de que isto não é verdadeiro está no histórico da enorme visualização da presença dos agentes da segurança pública por ocasião da fracassada greve policial do início de agosto.

A mesma falta de um plano de voo que permita ao governo Sartori demonstrar o que quer fazer para ajustar as finanças públicas e determinar quando o ponto de pouso será alcançado, também afeta a área da segurança pública estadual.

Não há gestão pública digna deste nome.

Vai tudo aos trambolhões, de acordo com o dia a dia.

Também não é mais suportável conviver com a desculpa verdadeira de que o governo Tarso Genro e o PT ferraram o Estado e deixaram uma herança maldita de proporções oceânicas.

Nada disto é mais tolerável e nem aceitável.

O governador Sartori já completou quase dois anos de governo e não faz mais sentido ignorar para onde quer ir e de que forma irá até lá, mesmo que tenha que dar nomes aos bois – Tarso & Cia. – dos responsáveis pela atual desordem fiscal do Estado.

Os servidores que não servem mais ao público e o público que paga pelos serviços que os servidores não prestam mais, parecem entregues à própria sorte, já que terão que fazer o que não fazem por eles, pagando duplamente porque seus líderes abrem ouvidos de mercador diante do grito rouco daqueles que ainda não morreram nas ruas do RS.

Basta!

Leave a Reply

%d blogueiros gostam disto: