Ju vence Paraná e é vice-líder da Série B

O Juventude mostrou toda a sua força no Estádio Alfredo Jaconi e, mais uma vez, conquistou uma heroica virada. Com muita garra, Assis (contra) e Diego Felipe, praticamente no último lance da partida, determinaram o 2×1 em favor do Verdão. Agora, a equipe alviverde é a segunda colocada na Série B, com sete pontos ganhos, perdendo no saldo de gols para o Paysandu.
O jogo
O técnico Gilmar Dal Pozzo escalou a equipe com Matheus, Tinga, Domingues, Micael e Pará; Fahel, Lucas, Juninho, Leílson e Ramon; Thiago Marques. Por conta do gramado bastante molhado, a partida foi movimentada desde o início e as chances de gol não demoraram a aparecer.
No quarto minuto de jogo, o Paraná chegou com perigo. Assis finalizou na trave e, no rebote, Matheus salvou chute de Matheus Carvalho de forma incrível. Aos 12, o goleiro alviverde fez outra bela defesa em finalização de Minho. Aos 19, o Ju chegou com Lucas, que arriscou de longe e a bola tirou tinta da trave adversária.
O Verdão teve a sua melhor chance aos 34, quando, na velocidade, Thiago Marques ganhou do zagueiro Brock e, da risca da grande área, finalizou na rede pelo lado de fora.
A segunda etapa iniciou sem alterações nas equipes. Aos 3, Juninho aproveitou um rebote e arriscou de fora, por cima. Cinco minutos depois, o meia fez ótima jogada e sofreu falta na meia-lua. Leílson cobrou com capricho e acertou a trave esquerda do goleiro do Paraná. Aos 12, o visitante abriu o placar. Após confusão na área, Felipe Alves finalizou no canto, sem chances para o goleiro. 0x1. Atrás no placar, o time de Gilmar Dal Pozzo não se abateu e, no lance seguinte, chegou ao empate. Leílson cobrou falta na área com perfeição, e Assis desviou de cabeça, contra a própria meta. 1×1.
O empate inflamou a torcida e o time respondeu em campo, exercendo pressão contra a defesa adversária. Aos 18, Pará levantou na área e Fahel cabeceou no canto, com muito perigo, para fora. Aos 34, Diego Felipe tabelou com Leílson e encontrou Juninho na ponta. O meia fintou a marcação e finalizou forte, no poste. A um minuto do final, Caprini cobrou escanteio que encontrou a cabeça de Diego Felipe. O volante desviou forte, no chão, e o goleiro adversário operou um milagre. No rebote, Tiago Marques foi derrubado em pênalti claro, não marcado pela arbitragem. O momento de glória do Juventude, porém, ainda estava por vir.
Com quatro minutos de acréscimo, o Ju seguiu em cima e, heroicamente, chegou ao gol da virada. Caprini cobrou mais um escanteio com perfeição, Micael escorou para dentro da área e Diego Felipe, com muita raça, de carrinho, desviou para o fundo das redes. 2×1. A equipe alviverde entrou em sintonia com a vibração dos Jaconeros e demonstrou muita vontade do início ao fim, sendo coroada com os três pontos.
“Enfrentamos um adversário de muita qualidade e isso valoriza ainda mais a nossa vitória. Mostramos, mais uma vez, poder de reação e mostramos que vamos buscar o resultado sempre, do início ao fim do jogo. Tivemos volume de jogo, criamos e fizemos por merecer o resultado. O torcedor também foi fundamental no jogo de hoje e mais uma vez nos empurrou mesmo com o gol sofrido. Agora, temos mais um desafio importante e teremos uma semana completa de trabalho para nos prepararmos”, destacou o técnico Gilmar Dal Pozzo ao final da partida.
O próximo duelo pelo Campeonato Brasileiro da Série B é no sábado (03/06), às 19h, contra o Internacional, no Beira-Rio.

Related Posts

Leave a Reply

%d blogueiros gostam disto: