Randon, lição de empreendedorismo e atenção às pessoas | Por Dilmar Isidoro

Randon, lição de empreendedorismo e atenção às pessoas | Por Dilmar Isidoro

Facebook Twitter Google+ LinkedIn WhatsApp

Para ser empreendedor é preciso reunir certas valências que, no conjunto, proporcionam ao empresário (a), antever as necessidades do mercado e como apresentar suas ofertas ao público-alvo.

 

Embora não haja consenso, vejo como valências essências para empreender: [1] vocação; [2] saber perceber o que os consumidores querem e precisam; [3] estar bem informado sobre o negócio que vai empreender; [4] saber liderar os empregados, motivando-os e respeitando-os; [5] inovar sempre; [6] saber planejar o próprio negócio; [7] se cercar de pessoal competente e [8] estar preparado para crescer com a empresa, sem esquecer-se das origens.

 

Há pouco mais de duas décadas atrás, tive a oportunidade e o privilégio de conversar por cerca de quarenta minutos com o Senhor Raul Anselmo Randon ou simplesmente, Senhor Raul como era chamado. Fiquei impressionado com a humildade, o carisma e a sabedoria daquele senhor. Percebi que ele tinha todos os predicados para ser o protótipo de um empreendedor bem-sucedido.

 

Na época que conversei com o Senhor Raul, ele já havia construído um império de empresas ao colocar em prática sua excepcional expertise. A partir de então, passei a acompanhar o crescimento do conglomerado das empresas Randon que ganhava novas dimensões e novos mercados.

 

Tais feitos conquistaram respeito e admiração no mercado nacional e global. O Senhor Randon, foi um respeitável empresário que fez com que Caxias do Sul ficasse conhecida em todo o Brasil e no mercado externo. Hoje, a região da serra gaúcha é o segundo polo metal mecânico em importância no País, atrás apenas do polo metal mecânico do Estado de São Paulo.

 

O salto de qualidade e de produtividade das indústrias no Estado RS teve a contribuição das empresas do Grupo Randon para o crescimento do PIB regional e nacional. O Grupo Randon é composto por várias empresas, emprega milhares de trabalhadores e movimenta bilhões de reais por ano.

Dilmar-texto-1-300x216 Randon, lição de empreendedorismo e atenção às pessoas | Por Dilmar Isidoro

Fonte: http://revistamodal.com.br/o-raul-randon-que-eu-conheci/

 

A marca Randon diversificou as atividades e mantém foco em cada negócio com visão de vanguarda. Os setores que o Grupo atua são: implementos rodoviários; vagões ferroviários; caminhões fora de estrada (veículos amarelos e muito grandes); retroescavadeiras; componentes automotivos para veículos pesados; consórcios; agronegócio para a produção de queijos e cultivo de maçãs. O grupo empresarial está presente na Argentina, China, EUA e Peru, além de ter escritórios em muitos outros Países.

 

A existência é efêmera, a vida do Senhor Raul Randon findou, mas fica o legado de empreendedorismo, cidadania, preocupação com as causas sociais e com o meio ambiente. O empresário deixa muitos belos exemplos à sociedade brasileira contemporânea.

Posts Relacionados

Leave a Reply

%d blogueiros gostam disto: