Um clássico para sair vivo | Por João Ricardo

Um clássico para sair vivo | Por João Ricardo

Facebook Twitter Google+ LinkedIn WhatsApp

Adoraria ser o primeiro colorado a derramar otimismo e confiança sobre nossa atuação no gre-nal 414. Mas não tá muito fácil. Uma das coisas que sempre me irritou no comportamento dos frequentadores da Azenha e Vila Farrapos é a soberba, e como eu não quero dar mau exemplo, não vou alimentar grandes expectativas hoje justamente por isso. Colorado que cresceu nos anos 90 tem obrigação de ter senso crítico.

Isso não quer dizer que não dê pra fazer um bom jogo. E quando eu digo bom jogo, leia-se levar a decisão pro Gigante. A gente só tem que comer, digo, jogar pelas beiradas.

As maiores fragilidades do co-irmão são as laterais. Cortez e Madson estão bem longe de emparelharem com a dupla de zaga deles. Patrick e Iago, pela esquerda, podem fazer um senhor estrago por ali. É o nosso mapa da mina.

Pela direita, é mais tensa a coisa. Primeiro porque nosso estreante Fabiano é marcador de vocação, e com certeza vai ficar bem plantadinho na defesa pra que não aconteça a hecatombe nuclear do domingo passado. Ainda mais considerando que talvez jogue o Moledo, que ainda não mostrou nem 5,47% daquele zagueiro de 2012 e 2013. Segundo porque a gente não sabe se joga Marcinho, que foi bem contra o glorioso Cianorte mas, né… ainda é o Marcinho; ou se joga o imprevisível dentuço. Se o Nico jogar, eu tenho esperança. Se for aquele que erra em todas as decisões, conhecido também como Burrico Lopez, aí nosso setor de frente corre sério risco de ser, de novo, um ataque de gripe.

Eu entraria com o Edenilson na direita e o Gabriel Dias no meio. Foi assim que melhoramos muito no segundo tempo do outro gre-nal e neutralizamos o Luan sem precisar dar tiro nenhum, como brincou o Odair Papito.

Mas quem não pode deixar de fardar hoje é a vergonha na cara. Que esses jogadores lembrem que estão representando o maior do sul e disputem cada bola como se fosse o último prato de comida, pra que a gente não tenha que engolir outro sapo indigesto.

E aí, sim, quarta-feira o panorama muda. Mas tudo passa pelo que rolar naquele gramado malcuidado da Arena.

Pra cima deles, meu Inter! Vamos lutar, vamos vencer!

 

Posts Relacionados

Leave a Reply

%d blogueiros gostam disto: