Inicia a terceira fase de obras no complexo Cidade dos Anjos na Restinga

Inicia a terceira fase de obras no complexo Cidade dos Anjos na Restinga

Facebook Twitter Google+ LinkedIn WhatsApp

Local receberá a terceira Casa Lar, no custo de aproximadamente 500 mil reais, para abrigar crianças e jovens em situação de vulnerabilidade

Inaugurado em dezembro de 2017, o Complexo Cidade dos Anjos (Estrada Edgar Pires de Castro, 5608, Restinga Velha, Porto Alegre), administrado pelo Centro Social Pe. Pedro Leonardi, entra na terceira fase de obras. A terceira Casa Lar, que abrigará crianças e jovens em situação de vulnerabilidade, já começou a ser construída e deverá ficar pronta até o final do ano. Esta unidade, que se chamará Casa Lar Vó Iole, irá se juntar as outras duas já existentes: Casa Lar Avó Anita (1) e Casa Lar Avó Emília (2). A instituição está com uma campanha para arrecadar materiais de construção e aceita ajuda financeira para conclusão da obra. Informações pelo telefone 51-32506617 ou pelo e-mail:pe.pedroleonardi@yahoo.com.br.

Esta nova Casa Lar seguirá o mesmo projeto das anteriores. Terá 250 m² e o custo entre 450 e 490 mil reais, dinheiro oriundo de doações e ações solidárias. Um sistema moderno de energia solar foi instalado nas moradias para economia de luz. “As unidades estão sendo construídas de acordo com as necessidades dos residentes, priorizando uma infraestrutura adequada, além de espaços de lazer, tais como pátio, quadra e pracinha para que os acolhidos possam ter um desenvolvimento pleno”, afirma o diretor do Centro Social Pe. Pedro Leonardi, o Pároco Claudionir Ceron.

Na Casa Avó Anita (1) estão abrigados quatro meninos (dois de 17 anos, um de 16 e um de 14) e quatro meninas (15, 13, 12 e 11 anos).  Na Casa Avó Emília (2) estão quatro meninas (15, 11, 8 e 4 anos) e dois meninos (de 11 e 5 anos). Na Casa 3, depois de entregue, ficarão cinco meninas (14, 12, 11, 7 e 5 anos) e dois meninos (10 e 3 anos).

O que são as Casas Lar

Um casal social, chamado de “Pais Sociais”, é responsável por todos os vínculos familiares e educativos destas crianças em defesa de seus direitos. Eles são contratados pela Paróquia como funcionários para ficar nas casas protegendo as crianças 24 horas por dia, recebendo ainda um apoio de uma “folguista” que nos dias de folga dos pais cuida dos menores.

Cada família atende 8 crianças em um ambiente alugado e mobiliado pelo projeto.  A casa é acolhedora e existe também uma preocupação com a higiene, a saúde física e mental, a inserção na escola e alimentação. Em conjunto com a FASC, o centro social e a paróquia garantem os alimentos, assim como outras necessidades como remédios, roupas e brinquedos.

No entanto, essas crianças precisam de PADRINHOS SOCIAIS que possam doar alimentos, roupas, brinquedos e, o principal, carinho. Muitas destas crianças podem ser afilhadas. Para isso, os padrinhos sociais precisam fazer um curso de capacitação e seleção pelo Pão dos Pobres.

A Escolha das Crianças

O Poder Judiciário é quem define quais crianças vão ser abrigadas. O afastamento das famílias de origem é feito porque os pais verdadeiros não têm condições de ficar com os filhos ou por possuírem impedimentos legais. A equipe técnica, com assistente social e psicóloga, faz visitas domiciliares para acompanhamento e reinserção social.

FIQUE POR DENTRO

O que: Início da Terceira Fase do Complexo Cidade dos Anjos

Onde: Estrada Edgar Pires de Castro, 5608, Restinga Velha, Porto Alegre

Informações: Informações pelo telefone 51-32506617 ou pelo e-mail: pe.pedroleonardi@yahoo.com.br

Posts Relacionados

Leave a Reply

%d blogueiros gostam disto: