Orquestra Theatro São Pedro, de Porto Alegre, encerra a programação de aniversário dia 27 de junho, às 18h

Orquestra Theatro São Pedro, de Porto Alegre, encerra a programação de aniversário dia 27 de junho, às 18h

Facebook Twitter Google+ LinkedIn WhatsApp

A orquestra traz os artistas gaúchos Helena Losada, Hique Gomez e Renato Borghetti para celebrar o aniversário do teatro mais antigo da capital

Com regência do maestro Evandro Matté, a Orquestra Theatro São Pedro fará o concerto de encerramento da programação que celebra os 163 anos do Theatro São Pedro, que traz Helena Losada (soprano), Hique Gomez (violino e canto) e Renato Borghetti (acordeón) como solistas e participação especial dos músicos Neuro Jr. (violão de sete cordas) e Ricardo Arenhaldt (bateria e percussão). O evento será híbrido, com a presença de público (capacidade reduzida para 30% – que corresponde a 190 espectadores). Os ingressos serão gratuitos, mediante a doação de 2kg de alimento não perecível, disponíveis de 24 a 26 (quinta a sábado), na recepção do Multipalco Eva Sopher (ao lado do Du’Attos Restaurante), das 13h30 às 18h. Não haverá troca de ingressos no dia da apresentação para evitar aglomerações. A apresentação também será transmitida ao vivo pelo youtube do Theatro São Pedro: www.youtube.com/c/theatrosaopedrors.

 

Sobre a Orquestra Theatro São Pedro – POA:

A OTSP foi criada em 1985 e, desde então, tem sido mantida com apoio da iniciativa privada e por um conjunto de associados. Ousadia e busca da excelência são atributos da orquestra, sempre com o compromisso de honrar tudo o que representa o Theatro São Pedro. A programação diversificada apresenta obras do repertório da música de concerto, ópera, ballet, música popular e instrumental brasileira. Além da programação de concertos oficiais, a OTSP apresenta anualmente a série de Concertos Theatro São Pedro, série de Concertos Banrisul para Juventude, Concertos Comunitários Zaffari, sob direção artística do maestro Evandro Matté. A criatividade e a originalidade sempre estão presentes na programação que conta com solistas de renome nacional e internacional.

Sobre Evandro Matté | Maestro:

É Diretor Artístico e Maestro da OSPA (Orquestra Sinfônica de Porto Alegre), da Orquestra Theatro São Pedro / POA e do Festival Internacional SESC de Música. Seu primeiro contato com a música foi através do trompete, aos 7 anos, atuando como intérprete deste instrumento por 25 anos. Depois de graduar-se em música pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFGRS), fez especializações na University of Georgia (EUA) e no Conservatoire de Bordeaux (FRA). Foi docente na UPF (Universidade de Passo Fundo) e na Unisinos (Universidade do Vale do Rio dos Sinos), onde coordenou o MBA em Gestão Cultural. Atuando como maestro desde 2005, tem dirigido diversas orquestras no Brasil, Argentina, Uruguai, República Tcheca, Croácia, Itália, China, Alemanha e EUA. Foi o fundador e coordenador do projeto social VIDA COM ARTE que realiza inclusão social através da música. Possui MBA em Gestão Empresarial pela FGV. Por sua contribuição cultural ao desenvolvimento das artes francesas no Brasil, em 2019 foi condecorado pelo Ministère de la Culture da França pela insígnia de Chevalier dl´Ordre des Arts et des Lettres.

Sobre Hique Gomez | Violino:

Em 2017 A Sbornia Kontr’Atracka vai Portugal e circula por três cidades Estarreja, Viseu e Águeda onde fazem o encerramento do Festival Internacional de Artes Multidisciplinares. Em 2018 Fazem concerto com a Orquestra Sinfônica de Porto Alegre chamado “A Ospa Vai a Sbørnia” no Auditório Araújo Vianna para 3000 pessoas. Com participação do Coro Sinfônico e o Coro Jovem da Ospa. Em 2019 estreia seu concerto junto a Renato Borghetti e a Orquestra de Câmara da Ulbra com regência de Tiago Flores, onde é um dos responsáveis pelos arranjos. Ainda em 2019 lança sua autobiografia “Para Além da Sbørnia”, registro dos 30 anos da trajetória do espetáculo. Em 2020 estreia a web serie “Sbørnia Em Revista”, patrocinado pela Rio Grande Seguros, dando continuidade ao seu trabalho por meio da internet.

Sobre Renato Borghetti | Acordeon – Foto em destaque de imagem nesta matéria

Detentor do “Primeiro Disco de Ouro da Música Instrumental Brasileira”, se fossemos encontrar um rótulo ou classificação da obra de RENATO BORGHETTI, o instrumental do gaiteiro costuma entrar nos arquivos de música étnica ou até jazz fusion, mesmo tendo na essência ritmos como vanerão, chote, milonga e chamamé. A posição de Borghetti é bastante clara a este respeito: “Minha música é regional gaúcha e minha fonte e rumo é a partir desta posição que desenvolvo meu trabalho”. Renato Borghetti é versátil, as formações musicais que o acompanham alternam entre Duos, Quartetos, Quintetos e Sextetos. Com a desenvoltura que abre sua gaita em um salão de baile ou CTG (onde começou) também circula com naturalidade em salas sofisticadas e festivais instrumentais. Renato é frequente atração internacional em festivais do seu instrumento, o acordeon (ou gaita, ou fole, ou sanfona, dependendo da região brasileira) já tendo dividido o palco dentro e fora do país com mestres como o italiano Ricardo Tesi, o irlandês Martin O´Connor, o português Artur Fernandes, o espanhol Kepa Junqueira e músicos brasileiros como Oswaldinho do Acordeon, saudosos Dominguinhos e Sivuca, Hermeto Pascoal e tantos outros. Além da agenda exterior, o músico cumpre extensa programação em território nacional, levando a música instrumental gaúcha aos mais diversos cantões de nosso Brasil.

Sobre Helena Losada | Canto:

Graduada em canto da UFRGS, começou os estudos musicais através do piano, aos 7 anos, tendo gravado o primeiro disco infantil no ano seguinte. Iniciou-se no canto lírico em 2016, quando foi selecionada para integrar o Coro Sinfônico da OSPA, com o qual se apresentou como solista e corista. Integrou os cantores da ópera Don Giovanni, de Mozart, e interpretou a personagem Lauretta na ópera Il Maestro di Música, de Pergolesi. Em 2019, aos 20 anos, obteve o segundo lugar no Concurso Internacional de Canto Maria Callas. Em 2021 recebeu bolsa de estudos para Mestrado na Boston University.

FICHA TÉCNICA

Orquestra Theatro São Pedro | Porto Alegre

Maestro

Evandro Matté

Solistas

Helena Losada | Canto

Hique Gomez | Violino e Canto

MINISTÉRIO DO TURISMO E STIHL APRESENTAM

Renato Borghetti | Gaita Ponto

Participação Especial

Neuro Jr | Violão de Sete Cordas

Ricardo Arenhaldt | Bateria e Percussão

Violinos 1

Geovane Marquetti

Francisco Coser

Mariana Teneos

Luiz Guilherme Nóbrega

Elena Romanov

Violinos 2

Geraldo Moori

Robert Cruz

Marina Silva

Gabriel Ludwig

Gustavo Reis

Violas

Caroline Argenta

Naila Domingos

Tiago Neske

Álvaro Aguirre

MINISTÉRIO DO TURISMO E STIHL APRESENTAM

Violoncelos

Milene Aliverti

Douglas Araújo

Rafael Honório Sobrinho

Contrabaixo

Rafael Figueiredo

Oboé

Érico Marques Cunha

Clarinete

Diego Grendene

Administração: Associação Pró-Música de Porto Alegre

Diretoria: Jauro Duarte Von Gehlen, Marcelo

Guerchfeld e Silvio Bento

Direção Artística / Maestro: Evandro Matté

Coordenação Administrativa: Cláudia Ferreira

Maestro Assistente: André Munnari

Produção: Clara Santos

Iluminação/Sonorização: André Hanauer de Freitas

Assessoria de Imprensa: LS8 Consultoria de Imprensa

Design e Publicidade: República das Idéias

LEI DE INCENTIVO A CULTURA

Patrocínio: STIHL e GERDAU

Apoio: INBETTA, DUFRIO e BECK DE SOUZA ENGENHARIA e Confeitaria Barcelona

Planejamento e gestão: Cida Cultural

Realização: Fundação Theatro São Pedro; Secretaria de Estado da Cultura; Secretaria Especial

da Cultura, Ministério do Turismo, Governo Federal – Pátria Amada Brasil.

SERVIÇO

Orquestra Theatro São Pedro, Porto Alegre

Concerto Série Especial: “Aniversário Theatro São Pedro”.

Data: 27 de junho de 2021

Local: Theatro São Pedro, 18h (Marechal Deodoro, s/nº – Centro Histórico/POA-RS)

Regência |Evandro Matté

Solista | Helena Losada | Hique Gomez | Renato Borghetti

Classificação Livre

Duração: 1h15

Protocolos de saúde:

Capacidade total: 650 lugares

Capacidade do público para o espetáculo: 30% da capacidade (190 lugares)

Medição de temperatura na entrada do teatro; suporte com álcool gel distribuídos na entrada e no interior do teatro; poltronas com capas demarcando lugar bloqueado, respeitando as medidas de distanciamento; e apenas duas pessoas por camarote.

Leave a Reply

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: