Penas ao vento. Versão não checada é via expressa para a mentira

retratação

A retratação do Blogueiro Paulinho – que amargou longo período na cadeia, teve que parar com o blogue, e tantas outras coisas por diversas condenações e cuja situação penal hoje não é confortável – com relação a Rui Costa é fruto de uma temerária atividade.

Ouvir apenas um lado da história, não checar se é verdade e pior ainda, divulgar apenas o lado ouvido sem checar. Em geral isto é feito por quem busca sensacionalismo e audiência fácil. Sem esforço e sem profissionalismo. Pela manhã assistia uma entrevista com o jornalista Caco Barcelos onde ele descrevia como eram feitas e ou levadas ao ar suas reportagens.

Uma equipe de 9 repórteres, chefiada por ele, cada um sugerindo uma ou várias histórias; passo seguinte é fazer uma votação e a matéria aprovada posta em investigação. Reportagem sai a campo e colhem todos os depoimentos possíveis com as mais diversas pessoas e de todos os lados. Todos os lados ouvidos, matéria checada e editada, finalmente veiculada. Claro fiz um parágrafo para definir uma minudentemente exposição do Jornalista que, a meu juízo, é disparado o melhor do Brasil, nascido aqui, no Partenon, em Porto Alegre.

Não sou cego para achar que no meio esportivo há um jornalista com esta estrutura toda, ou algum blogueiro, e com os recursos que hoje – ele penou muito para chegar onde está – desfruta o Caco. Mas ter o cuidado de checar a história contada, ter convicção de que é verdadeira, e colocá-la no ar sem ouvir antes a parte ofendido é, no mínimo, sinal de profissionalismo e seriedade. É certo que o sensacionalismo é uma técnica jornalista, em especial de quem tem pouco ibope e precisa da audiência para sobreviver, mas mais certo ainda que os que se destacam não alcançam, em regra, o sucesso por este meio frágil de promoção. Ficam a vida toda na mesmice. Paulinho já deu mostras suficientes que a tal apregoada credibilidade do seu blogue é uma falácia. A audiência estava marcada e ele ou se retratava ou ia amargar novamente uma reclusão. Recuou. Não possui crédito, está na contra mão das Casas Bahia…

A retratação não recolhe todas as penas atiradas ao vento, mas o RC certamente de consciência tranquila, alma lavada, está dando risadas de alguns próximos da aldeia que passavam os dias nas redes mais abertas, face e tw, e grupos de whats se deliciando com insinuações ciumentas e dando tiradinhas de maledicências. Hoje estão silenciosos como os canos do Lobão…. Mas não se percam… Eles voltam, os oportunistas estão sempre enterrados no meio do esterco para porem a cabeça para fora quando a boiada estiver passando …..

Saudações tricolores

Related Posts

Leave a Reply

%d blogueiros gostam disto: